A máscara do mal

–  Dois poemas de Bertolt Brecht  –

 

Imigrantes mexicanos – incluindo crianças e adolescentes – engaiolados em território estadounidense.

 

.
A máscara do mal

.
Na minha parede, a máscara de madeira
de um demônio maligno, japonesa –
ouro e laca.
Compassivo, observo
as túmidas veias frontais, denunciando
o esforço de ser maligno.

.
Lendo o Jornal enquanto ferve o Chá

.
De manhã cedo leio no jornal os memoráveis planos
do Papa e dos reis, dos banqueiros e dos magnatas do petróleo.
Com o rabo do olho vigio
a panela com água para o chá,
como esta fica turva e borbulha e de novo se aclara
e ao transbordar do vaso apaga o fogo.

Clique aqui e leia mais poemas de Brecht

________________________________
Bertolt Brecht, dramaturgo, poeta e escritor alemão. Militante político da primeira metade do século XX

Arquivos

Categorias

Meta