Força bruta

  –  Os processos autoritários que volta e meia sacodem o continente. Suas marcas na história e no desenvolvimento dos povos latino-americanos. Este é o foco do seminário que acontece na Unila durante a semana.  –

 


Seminário “Los golpes de estado en América Latina” 

22, 23 e 24 de março
No PTI – Auditório Florestan Fernandes 1 

Organizado pelo Centro Interdisciplinar de Integração e Relações Internacionais da Unila


Programação:
22 de março – das 18h30 às 21h30
Mesa-Redonda e Debate
Os golpes de estado na América Latina: memória, verdade e justiça ontem e hoje.
Participantes:
Venezuela: Carlos Pérez Figueredo (estudante de CP&S-UNILA)
Haiti: Sanel Charlotin (estudante de CP&S-UNILA)
Honduras: Paula Fernández Hellmund (professora de RII-UNILA)
Colômbia: Verónica Acuña Avilés (estudante Antropologia-UNILA)
Perú: Jesús Ibáñez Ojeda (estudante ICAL-UNILA)
23 de março – das 18h30 às 21h30
Mesa-Redonda
Os golpes de estado na América Latina: memória, verdade e justiça ontem e hoje.
Participantes:
Bolívia: Ervin Hurtado (estudante CP&S-UNILA)
Uruguai: Florencia Díaz (estudante Ciências Económicas-UNILA)
Argentina: Silvia Lilian Ferro (professora FAL-UNILA)
Paraguai: Najeeb Amado (dirigente del PCP)
Brasil: Karen Honório (professora RII – UNILA)
24 de março – 10 horas
Programação Cultural – Pañuelos del Ayer y Hoy
 
______________
Fonte: Unila

Arquivos

Categorias

Meta