Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

A parada do movimento

  –  Professores reivindicam a aplicação no Paraná do Piso Nacional do Magistério
 e a pauta da Campanha Salarial 2016. Foz do Iguaçu está mobilizada  –  

Rua de Foz: Passeata do movimento dos professores paranaenses, em 2015. (Foto: assessoria APP)
Rua de Foz: Passeata do movimento dos professores paranaenses, em 2015. (Foto: assessoria APP)

A paralisação organizada pela APP-Sindicato/Foz terá aulas de meia hora nos três períodos letivos, na quarta-feira (16). Na quinta-feira (17), com as aulas suspensas, os educadores e alunos realizam atos públicos na Praça do Mitre, em Foz do Iguaçu e em Itaipulândia, em frente à Prefeitura Municipal. As atividades fazem da greve nacional da educação, convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).
O movimento reivindica a aplicação no Paraná do Piso Nacional do Magistério e a pauta da Campanha Salarial 2016. Os educadores pedem mais investimentos e o fim da terceirização e da privatização na escola pública, redução do número de alunos por turma, valorização dos trabalhadores da educação, pagamento de valores atrasados relativos a progressões e promoções e a efetivação de um sistema de saúde para os servidores.
A mobilização da categoria começa nesta terça-feira (15), com a realização de debates e diálogos entre a comunidade escolar sobre as condições do ensino público no Paraná e com reunião do Conselho Regional da APP-Sindicato/Foz. Os servidores de Foz do Iguaçu e região também fortalecerão o ato estadual realizado em Curitiba, com a destinação de um ônibus para o transporte de servidores da região até a Capital do Estado.
“A paralisação combina defesa do piso salarial com luta por melhorias das condições de trabalho dos educadores e de ensino para os estudantes. Exigimos o cumprimento da lei do piso e valorização dos servidores da educação. Também requeremos mais investimento da escola pública, contra todos os projetos de privatização e terceirização da escola do Paraná”, expõe Fabiano Severino, presidente da APP-Sindicato/Foz.
app-ato-publico2
Programação:
Terça-feira, 15/03
– Debates e diálogos sobre a educação nas escolas, durante todo o dia
– Distribuição de carta informativa aos pais e alunos
– Reunião do Conselho Regional da APP-Sindicato/Foz, às 18h, na sede da App – Foz do Iguaçu
Quarta-feira, 16/03
– Aulas de meia hora em todas as escolas e mobilização para o ato público
– Viagem para o ato estadual, em Curitiba.
O ônibus partirá às 10:30h, da sede da APP-Sindicato/Foz
Quinta-feira, 17/03
– Atos públicos simultâneos, às 9h, na Praça do Mitre (Foz do Iguaçu)
e em Itaipulândia (Prefeitura Municipal)
– Ato estadual dos trabalhadores da educação, em Curitiba
– Reunião entre representantes do Conselho Estadual da APP-Sindicato,
da APP-Sindicato e do Governo do Paraná
Leia mais, clique aqui


Fonte: Blog da App
 

Arquivos

Categorias

Meta