A Perfeição

  –  Uma prosa poética de Clarice Lispector. Uma fotografia de Ana Isabel Galeano Mysczak  –

“Encontros”, de Ana Isabel Galeano Myskzac

 
O que me tranquiliza é que tudo o que existe, existe com uma precisão absoluta. O que for do tamanho de uma cabeça de alfinete não transborda nem uma fração de milímetro além do tamanho de uma cabeça de alfinete. Tudo o que existe é de uma grande exatidão. Pena é que a maior parte do que existe com essa exatidão nos é tecnicamente invisível. Apesar da verdade ser exata e clara em si própria, quando chega até nós se torna vaga pois é tecnicamente invisível. O bom é que a verdade chega a nós como um sentido secreto das coisas. Nós terminamos adivinhando, confusos, a perfeição.
_____________________________________
Clarice Lispector, escritora brasileira (1920-1977)