Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

A realidade enfatizada, um poema de Heloiza Cavalcante

Poema da Quarentena

Célula humana sendo atacada pelo coronavírus (Imagens do Niaid EUA)

A realidade enfatizada

É tanta gente morrendo por um surto endêmico
É tanta gente que não se importa com o risco trágico de suas vidas
É tanto egoísmo, egocentrismo, dentro de si
Há tanta desordem, ordem
Tanta desobediência, amena
Tantos encontros e desencontros que a vida dá
Muitas pessoas passam nas suas vidas,
muitas pessoas morrendo
e todos não estão nem aí
O capitalismo precisa dos trabalhadores
para gerar lucros,
e quem se importa com a morte ?
Covas e mais covas,
funerais
lucrando mais e mais

O corpo humano não é apenas uma matéria-prima.

Heloiza cavalcante é estudante de Filosofia na Unila, em Foz do Iguaçu, Pr.

Arquivos

Categorias

Meta