A tua ação…

  –  Latinoware 2016 vai recolher lixo eletrônico  –  

lixo latinowareOs organizadores da Conferência Latino-Americana de Software Livre (Latinoware) 2016, um dos maiores eventos de software livre do mundo, pedem aos participantes que tragam seus lixos eletrônicos ao encontro. A conferência acontecerá nos dias 19, 20 e 21 de outubro, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), e terá a participação da startup iguaçuense Lixotec – Centro de Coleta e Triagem de Lixo Eletrônico.
Serão aceitos materiais de informática, como gabinetes, notebooks, teclados, mouses, caixas de som, monitores, impressoras, scanners e telefones celulares, entre outros. A Lixotec fará a coleta e o descarte correto dos materiais.
O grupo vai apresentar também a exposição do “Museu da tecnologia e a evolução da nova tecnologia”, onde serão exibidos aparelhos eletrônicos antigos e atuais. Haverá ainda distribuição de flyers e panfletos educativos sobre o descarte consciente de aparelhos eletrônico. Durante a coleta, não serão aceitas lâmpadas, cartuchos, tonners, pilhas e baterias.
Marcos Siríaco, da Divisão de Suporte Técnico (SIPS.GG) e integrante da comissão organizadora da Latinoware, disse que a ideia é reduzir o impacto do descarte incorreto do lixo eletrônico na natureza. “Todos os anos nós realizamos projetos sustentáveis como a plantação de novas mudas de árvores. Mas precisamos também fazer a nossa parte e investir na conscientização sobre o lixo eletrônico.”
“Tratando-se de um evento mundial de tecnologia, é necessário conscientizar o pessoal em relação ao descarte correto do lixo eletrônico. Muitas pessoas ainda têm um computador velho em casa que não usa mais e não sabe aonde jogar”, avalia o diretor do startup Guilherme Dias Oliveira.
A Latinoware é organizada pela Itaipu Binacional, Fundação Parque Tecnológico Itaipu, Companhia de Informática do Paraná (Celepar) e Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).
Lixotec –  O Centro de Coleta e Triagem de Lixo Eletrônico é um projeto novo criado por Guilherme Dias Oliveira, com apoio voluntário de Luiz Cláudio, ambos estudantes do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistema do Instituto Federal do Paraná (IFPR). O projeto é apoiado pela ONG Bioma Brasil, entidade sem fins lucrativos.
Todo o lixo recolhido pela startup é encaminhado ao centro de coleta onde passará pelo processo de triagem. Os estudantes também fazem o recolhimento de materiais eletrônicos em residências e empresas quando solicitado.
Além de materiais de informática, a Lixotec recebe materiais de telefonia (telefones residenciais, smartphones) e eletrodomésticos (televisores, DVDs, ar condicionado, rádio, fogão, geladeira, ventilador etc.). A Lixotec fica na Rua Cuíca, 61 – Vila A. Telefones para contato: (45) 9950-3043 ou 9947-3674.


(Itaipu Binacional)