Alimento, sim, veneno, não

  –  Unila debate agrotóxicos e vida camponesa no Paraguai  –

Nesta sexta, dia 12, a Unila recebe convidados paraguaios para debater o tema ““Agroquímicos y agricultura campesina en Paraguay”. A comunidade universitária, camponeses, produtores agrícolas, jornalistas, ativistas de Direitos Humanos da fronteira trinacional podem participar. O evento está marcado para começar às 19h, na sala C203 do Jardim Universitário (Avenida Tarquínio Joslin dos Santos, 1000). São convidados do evento para debater, Mariana Ladaga, jornalista,  e Teodoro Galeano, agricultor.
Durante as atividades, serão expostas revelações sobre o uso dos agrotóxicos no Paraguai e na região fronteiriça, a contaminação dos solos, da água e dos alimentos e seus respectivos danos à saúde das populações. Agregada a este tem, se desenvolverá uma discussão sobre a experiência da produção camponesa sem agrotóxicos, com organização de base comunitária no departamento de Alto Paraná, no Paraguai. Serão abordados especialmente temas de desenvolvimento rural e seguridade alimentar, meio ambiente, saúde coletiva, alimentação saudável, agricultura campesina, agricultura familiar, comércio sustentável e direitos humanos.
Os convidados
Mariana Ladaga é jornalista, correspondente do diário ABC Color em Ciudad del Este. Fez vários cursos de capacitação, nacionais e internacionais, sobre coberturas em zonas de risco, segurança pessoal, jornalismo de investigação, entre outros. É autora de investigação jornalística sobre o mau uso dos agroquímicos no Paraguai e os danos decorrentes disso na saúde da população e no meio ambiente. Seu trabalho foi premiado e apoiado pelo Centro Internacional de Jornalistas (ICFJ) e pela rede Connectas.
Teodoro Galeano é produtor camponês da comunidade de El Triunfo, do distrito de Minga Guazú, no Paraguai. Membro da Central de Produtores Hortigranjeiros de Alto Paraná, organização formada por mais de mil e quinhentos produtores de 18 distritos. Há 20 anos esta Central defende uma perspectiva de organização comunitária frente à expansão do agronégócio e realiza semanalmente a Feira de Produtores de Ciudad del Este.
A organização do evento está por conta do Observatorio de la Cuestión Agraria en Paraná. Conta com o apoio de projetos de extensão da Unila. Núcleo de Apoyo a los Pueblos de la Tierra, PANCs na Escola: educação ambiental e soberania alimentar com plantas comestíveis não convencionais em Foz do Iguaçu. Além de estudantes e professores daquela instituição comprometidos com as causas da agroecologia e a luta pela terra.
____________________
Guatá com assessoria Unila

Arquivos

Categorias

Meta