Aparecida

  –  Um poema de Vitória Mazzoccante. Uma fotografia de Nadia Ghanem –  

_nadia-ghanem5 nadia-ghanem

Aparecida

Meu nome é Aparecida
Nascida na Paraíba
Sou mãe e filha da terra
Seus frutos são minha sina
No ventre carrego cria
No peito levo saudade
Nas mãos que plantam eu levo
A força de cada dia,
promessa de felicidade
Meu nome é Aparecida
E é nessa terra que eu fico
O sinhô, que me desculpe, seu prefeito
Esse frio não me espanta
Floresço em terra fértil
que é minha por direito
Das plantas que dela nascem,
faço manta
Do seu solo firme
faço leito
Meu nome é Aparecida
O meu saber vem da terra,
E é dela que viverei
E tirarei o sustento
Da cria que bem gerei
Vim buscar por aqui
Vida melhor do que tinha
Mas trouxe comigo quem sou
Sem esquecer de onde vim
Planto como respiro
Resisto como erva-daninha

Vitória Mazzoccante é estudante de Antropologia em Foz do Iguaçu, Pr.
O poema foi publicado originalmente na revista Escrita 45.
Nadia Ghanem é estudante e microempreendora do ramo alimentício em Foz do Iguaçu, Pr. 

Arquivos

Categorias

Meta