"Arte e ditadura"

Estudante do Programa de Pós Graduação Interdisciplinar em Estudos Latinos Americanos da Unila desenvolve dissertação de mestrado sobre aspectos da música do Paraguai em tempos ditatoriais naquele país. 

Quinta-feira (28), no Campus Jardim Universitário da Unila a discente Elisa Mercedes Lezcano Verón fará a defesa da dissertação “Piano Paraguayo: Testimonio de músicos en exilio” (Piano paraguaio: testemunho de músicos no exílio). Um trabalho orientado pela professora doutora Analia Chernavsky ( PPG IELA) . A atividade acadêmica se desenvolverá na Sala 204-2 do campus Jardim Universitário, em Foz do Iguaçu. Aberto à comunidade em geral.

A dissertação tem por objeto o estudo dos efeitos da perseguição política no trabalho dos artistas representados no álbum musical Piano Paraguayo, de Óscar Cardozo Ocampo. O referido álbum é formado por quinze releituras de obras de artistas paraguaios, interpretadas em piano solo.

Para essa análise, foram selecionados quatro trabalhos: Três melodias de José Asunción Flores, Homenagem a Teodoro Mongelós, Pueblo Ybycuí e Renacer. Procuramos identificar através do estudo sócio-histórico, da análise musical, e análise do discurso poético, marcas produzidas pelo exílio e desenraizamento, sofridos durante as ditaduras de Higinio Morínigo (1940-1948) e Alfredo Stroessner (1954- 1989), no processo artístico criativo de José Asunción Flores, Teodoro Mongelós, Mauricio Cardozo Ocampo e Óscar Cardozo.

Da mesma forma, procura-se também analisar a repercussão que esse fato teve na difusão da música paraguaia nos países em que os artistas exilados se instalaram.

A banca examinadora é composta pela orientadora, professora doutora Analía Chernavsky (UNILA), juntamente com o professor Doutor Alexandre Felipe Fiuza (UNIOESTE) e a profa. Dra. María Beatriz Cyrino Moreira (UNILA)

__________________________
Assessoria

Arquivos

Categorias

Meta