Biriba se foi

Com 91 anos, morre o palhaço mais velho em atividade no Brasil. Carlos Antônio Spindola, o “Biriba” dedicou sua vida à cultura e o circo.

“Biriba”, era o palhaço mais velho em atividade. (Foto: Julio Sian/Arquivo Revide)

Morreu em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, aos 91 anos, Carlos Antônio Spindola, o palhaço Biriba. Ele, que era considerado o palhaço mais velho em atividade no país, teve uma parada cardiorrespiratória no final da noite de segunda-feira (27).

História – Biriba nasceu em de Itatiba, SP. Aos 18 anos, saiu da casa de seus pais para acompanhar o circo que esteve em temporada em sua cidade. Contratado no primeiro momento como galã de circo-teatro, ele foi se envolvendo com a área empresarial dos espetáculos. Caça-talentos, ficou conhecido por atrair para os seus espetáculos os artistas que acabavam de despontar nas rádios. Nesse período, o acesso do grande público do interior aos artistas de sucesso ocorria nas arquibancadas dos circos, onde também havia teatro e números musicais.

Depois de passar por diversos circos, decidiu ter seu próprio negócio, em sociedade com o cunhado, mas, diante da dificuldade de contratar um palhaço, pois tal profissional, à época, era muito concorrido no mercado e se mantinha com preços elevados, Carlos Antônio resolveu criar o seu próprio palhaço, o “Biriba.” A opção de manter um circo de pequeno porte, com turnês em bairros da cidade, lhe deu muito prestígio e o mantém vivo na lembrança da população de Ribeirão Preto e região.

Biriba, era o palhaço mais velho do Brasil em atividade. Além de atuar no circo, Biriba também participou de filmes, entre eles “Conflito em San Diego”, e a “A última Bala” e escreveu livros, resgatando sua trajetória de sucesso como “O Circo de Todos os Tempos” e “A História do Palhaço Biriba”.

Spindola se dedicou totalmente à vida circense e às artes, mantendo essa tradição do palhaço, consequentemente, do circo e da cultura.

______________________
De Thati e Revide