Brecht:

  – Fragmentos de Bertolt Brecht – 

Só acredite no que os seus olhos vêem e seus ouvidos escutam.
Não acredite nem no que os seus olhos vêem e seus ouvidos escutam.
E saiba que não acreditar ainda é acreditar.

caulos-ovelha6[1]

Aos que vão nascer

Que tempos são esses,
em que falar de árvores é quase um crime
pois implica silenciar sobre tantas
barbaridades?

_________________________

“Privatizaram sua vida,
seu trabalho, sua hora de amar e seu direito de pensar.
É da empresa privada
o seu passo em frente, seu pão e seu salário.
E agora, não contentes,
querem privatizar o conhecimento,
a sabedoria, o pensamento,
que só a humanidade pertence.”

_______________________________

Nada É Impossível De Mudar

Desconfiai do mais trivial,
na aparência singelo.
E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
Suplicamos expressamente:
não aceiteis o que é de hábito
como coisa natural.
Pois em tempo de desordem sangrenta,
de confusão organizada,
de arbitrariedade consciente,
de humanidade desumanizada,
nada deve parecer natural.
Nada deve parecer impossível de mudar.

 

LEIA TAMBÉM “Se os tubarões fossem homens”. Clique aqui

 


Poemas de Bertolt Brecht, dramaturgo alemão.
Cartum de Caulos, ilustrador brasileiro.

Arquivos

Categorias

Meta