Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Conselho de Cultura elege nova mesa diretora

  –  Reunião extraordinária foi realizada na Fundação Cultural  –

 
Texto e fotos: Elaine Mota
 
Foi realizada na manhã de sexta-feira, (11), a 4ª. Reunião Extraordinária de 2015 do Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPC), na Fundação Cultural de Foz do Iguaçu, com a eleição e posse da Mesa Diretora do conselho, gestão 2015-2016. Com chapa única, intitulada “CMPC para você”, foi eleito presidente, Roberto Vieira Virginio, que representa o Centro de Cultura Popular (CCP); como vice-presidente, tomou posse Claudio Siqueira, do Projeto New For Life; e como secretária, foi eleita Elizângela Aparecida Carrascoza, do Ponto de Cultura Sonhar é Viver – AFA.

Da esq., Claudio Siqueira, Beto Virginio, Paulo Bogler, Sandra Schiavinni e Elizângela Carrascoza. Membros da antiga e atual diretoria do CMPC. (Foto: Elaine Mota)
Da esq., Claudio Siqueira, Beto Virginio, Paulo Bogler, Sandra Schiavinni e Elizângela Carrascoza. Membros da antiga e atual diretoria do CMPC. (Foto: Elaine Mota)

Paulo Bogler, que deixa a presidência do conselho após duas gestões, comentou sobre o período em que esteve à frente da entidade. “A grande conquista é coletiva, de dar mais valor aos agentes culturais da cidade, no sentido de constituir um espaço onde há discussão, decisão, proposições e formulações de políticas públicas; hoje existe um movimento, uma unidade, uma participação efetiva de quem atua na área de cultura em todas as discussões sobre o assunto”, disse. “Esse despertar coletivo talvez tenha sido a nossa grande contribuição nesse processo; é um conselho muito jovem, vem se fortalecendo enquanto um colegiado deliberativo, como determina a lei; os desafios são muito grandes ainda, precisamos avançar muito ainda nessa área, mas temos o que é fundamental, que é quem produz e temos gente interessada em discutir políticas públicas de cultura; então, o caminho está aberto para obtermos resultados efetivos”, completou Bogler.
Para “Beto” Virginio, como é conhecido o novo presidente, “a gestão do Paulo Bogler avançou bastante dentro daquilo que os artistas esperavam; temos bastante coisa encaminhada e também muito a ser resolvido; o que esperamos é que tenhamos uma boa parceria com os órgãos públicos, com a Fundação Cultural, a Prefeitura, e que sejam atendidas todas as expectativas dos artistas, que isso seja respeitado”. “Quero contar com a colaboração de todos os conselheiros, com a imprensa, e que possamos fazer uma administração boa e que atenda aos interesses dos artistas da cidade. Que a cultura chegue naquilo que a gente sempre sonhou, que ela seja uma referência na cidade de Foz do Iguaçu”, ressaltou.
Claudio Siqueira afirmou que espera uma gestão mais participativa: foi uma chapa de consenso, onde vários setores dentro do conselho estão de acordo com o caminho a ser trilhado e que será a mesma linha da gestão anterior, brigando mais por verbas para os projetos de formação e não priorizando tanto os grandes eventos; nós queremos as ações mais concentradas na cidade, nos bairros, no produtor e artista local”. “Nossa expectativa é que o conselho tenha maior participação nos debates públicos; “que a cultura interaja com outras áreas, seja mais visualizada, que a população possa ver onde os recursos estão sendo aplicados; que o artista local tenha mais apoio, que não precise ficar pedindo ajuda para o poder público, mas que isso seja garantido, que tenha possibilidades de executar suas obras, suas produções, sua arte”, enfatizou Siqueira.
Elizângela Carrascoza espera também a continuidade da gestão passada. “Foi uma gestão muito boa; temos que, logicamente, tentar melhorar a cultura da cidade, sua diversidade, que é deixada de lado; afinal, temos tantas etnias e às vezes isso é esquecido; devemos trazer toda essa cultura, essa miscigenação, ajudar mais, ampliar, trazer mais artistas; tem muitos artistas como os de rua, que não são valorizados, queremos tornar a cultura de Foz do Iguaçu um atrativo também para o turismo, essa é a nossa meta, concluiu.
Serviço
Para entra em contatos dos novos diretores:
Beto Virginio – 8427-5012 / Claudio Siqueira – 9919-5507


Elaine Mota é jornalista e compõe o CMPC de Foz do Iguaçu, Pr.

Arquivos

Categorias

Meta