Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Dança em Londrina

17º Festival traz grandes companhias brasileiras e do exterior ao Norte do Paraná. Serão onze dias de dança.

“Estou sem silencio”, da Quasar Cia de Dança (Foto: Layza Vasconcelos)

O Festival de Dança de Londrina chega à sua 17ª edição. Começou na quinta-feira (3) e segue até o dia 13 de outubro, trazendo uma vasta programação com grupos do Brasil e do exterior. No total, serão 14 espetáculos de dança, performance e teatro, sendo 11 nacionais e três internacionais (França, Irã/França e Itália), além de seis oficinas com profissionais renomados, uma masterclass e lançamento de livro. As apresentações ocorrerão em vários espaços da cidade, como Teatro Ouro Verde, Casa de Cultura – Divisão de Artes Cênicas, Bar Valentino e Zerão.

O Festival tem patrocínio da Prefeitura Municipal de Londrina, por meio do PROMIC (Programa Municipal de Incentivo à Cultura). Apoio: Copel – Pura Energia. A realização é da APD, com apoio institucional da Casa de Cultura da Universidade Estadual de Londrina e da Funcart. Conta ainda com o apoio cultural do Institut Français, Consulado Geral da França em São Paulo, Hotel Crystal, Só Dança, Rádio UEL FM e Centro Cultural SESI/AML. Incentivo: Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura – PROFICE – da Secretaria de Estado da Comunicação Social e Cultura. Governo do Estado do Paraná.

Potências incendiárias

Como todo ano, a curadoria escolhe uma linha de trabalho e, nesta edição, “Potências incendiárias” é o tema que norteia o festival. Portanto, o público é convidado a pensar o tempo e o espaço em sentidos reais e metafóricos, reafirmando a urgência da arte como lugar de reconquista da empatia, do diálogo, do respeito, da liberdade de expressão, das garantias democráticas. A coordenação geral é de Danieli Pereira.

Não por acaso, a edição de 2019 traz grupos nacionais e internacionais, cujos espetáculos tratam de temáticas atuais, que merecem reflexão e discussão, como protagonismo feminino, questões sócio-políticas, a importância da memória e a fragilidade das relações humanas.

A programação completa está disponível no site oficial www.festivaldedancadelondrina.art.br , e os ingressos pela plataforma Sympla (https://www.sympla.com.br/festivaldedancadelondrina) e bilheterias. Como política de democratização no acesso à cultura e de valores acessíveis, os ingressos podem ser adquiridos a valores populares, a R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada) e, também, haverá espetáculos gratuitos.

Destaques

Entre os destaques nacionais da programação adulta, estão companhias como o Balé Teatro Guaíra (Curitiba-PR), que comemora 50 anos de fundação, com “A Sagração da Primavera”, abrindo a programação do Festival. Já a Quasar Cia de Dança (Goiânia-GO), traz “Estou sem Silêncio” e Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, o aclamado “Terror e Miséria no Terceiro Milênio – Improvisando Utopias” (São Paulo-SP). A companhia anfitriã Ballet de Londrina (Londrina -PR), apresenta “Travessia” em comemoração aos 25 anos de existência.

Um dos três do exterior, o espetáculo francês “Pulse(s)”, da Cie Filipe Lourenço, no dia 11 de outubro, promete ser um dos ápices do Festival.

.
Espetáculos infantis

Cia Jovem de Dança de Jundiaí (Jundiaí-SP) apresenta “Instagrimm” ,
Foto: Clarissa Lambert

O público infantil não vai ficar de fora da programação. Haverá dois espetáculos voltados especificamente às crianças: a Cia Jovem de Dança de Jundiaí (Jundiaí-SP) apresenta “Instagrimm” – que brinca com os contos dos irmãos Grimm e faz alusão à rede Instagram. Já no Dia das Crianças, a trupe do Plantão Sorriso fará a apresentação gratuita do show “Bailinho do Plantão”, trazendo um repertório com canções clássicas que marcaram a infância de muitas gerações, além de cantigas folclóricas e populares que ganharam uma roupagem diferente na voz dos palhaços.

Mostra Dança Londrina

Conhecer e dar espaço para o trabalho de bailarinos e dançarinos da cidade é objetivo do “Dança Londrina”, mostra regional do Festival de Dança de Londrina. A mostra é o espaço na programação que retoma o princípio da história do evento, quando tinha o formato de “Tardes de Dança” e “Mostra Estímulo”, na qual artistas e grupos da região apresentavam seu trabalho e trocavam experiências e conhecimentos. Artistas independentes, grupos amadores ou profissionais, projetos socioeducativos e escolas de dança já podem inscrever no site, gratuitamente, números de até cinco minutos para participar do “Dança Londrina”. A mostra é sem curadoria, ou seja, todos os inscritos participam, e reúne apresentações dos mais diversos estilos.

Oficinas

Durante a programação, o Festival de Dança também ofertará várias oficinas para atender estudantes, profissionais e o público em geral, em diversos estilos de dança. As inscrições podem ser feitas apenas pela Plataforma Sympla (www.sympla.com.br/festivaldedancadelondrina).

O Festival ainda terá duas atividades formativas paralelas e gratuitas. Uma delas é a masterclass de “Dança Contemporânea” com a companhia italiana imPerfect Dancers Company. A segunda é o lançamento do livro “Stanislávski e o Método de Análise Ativa: A Criação do Diretor e do Ator”, da diretora, pesquisadora teatral e professora de Artes Cênicas na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Nair D’Agostini. O evento terá uma conversa com mediação dos professores de Artes Cênicas da UEL Adriane Gomes e Camilo Scandolara.

Serviço:
17º Festival de Dança de Londrina
De 3 a 13 de outubro
Quanto: R$10 e R$5 (meia-entrada), afora a programação gratuita
Programação completa: www.festivaldedancadelondrina.art.br
(Ingressos à venda no site oficial, pelo Portal Sympla (https://www.sympla.com.br/festivaldedancadelondrina), e bilheterias
Mais informações: (43) 3342-2362

_________________________
Assessoria
/ Renato Forin Jr.

Arquivos

Categorias

Meta