De longe, conhecimento

  –  UNILA recebe credenciamento para ofertar cursos de especialização à distância  –  

--uniladistanciaA implantação da modalidade de ensino a distância na Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) ganhou impulso com duas decisões recentes. A primeira foi o parecer favorável do Conselho Nacional de Educação e Conselho de Educação Superior (CNE/CES) ao credenciamento da UNILA para oferta de cursos de pós-graduação lato sensu a distância. O posicionamento foi publicado no Diário Oficial da União, em fevereiro. A segunda decisão foi a criação do Núcleo de Ensino a Distância (NEaD) da Universidade. A portaria que instituiu o Núcleo foi publicada no mês de março.
De acordo com a coordenadora do Núcleo de Educação a Distância (NEaD), professora Jorgelina Tallei, a aprovação pelo CNE/CES contribui para a consolidação do NEaD na UNILA, processo que teve início no ano passado. “Estamos, agora, iniciando definições quanto à infraestrutura, equipe, parcerias e quanto aos primeiros cursos que serão conduzidos na Instituição”, explica a professora.
O Núcleo deve ser instalado em salas do Jardim Universitário ainda no primeiro semestre. Serão duas salas administrativas e um estúdio para gravação de videoaulas.
Há processo de seleção em andamento para composição da equipe, que terá como responsabilidade a consolidação do Núcleo e a implementação de cursos de curta duração – de extensão, capacitação ou aperfeiçoamento. “Alguns docentes e técnico-administrativos já comunicaram sobre a necessidade de adotarem a modalidade de educação a distância em suas atividades. Dessa forma, pretendo que o NEaD contribua com o desenvolvimento de alguns cursos na UNILA”, pontua.
Além disso, a professora comenta que devem ser efetivadas atividades relativas a diversas parcerias já formalizadas. A parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR), por exemplo, prevê integrar uma equipe que desenvolva os chamados Recursos Educativos Abertos (REA). A parceria com o Instituto Federal do Paraná (IFPR) prevê auxílio mútuo em cursos a distância. Um edital deverá ser lançado, ainda, para seleção de novas propostas a serem executadas via o NEaD.
“Acredito muito na modalidade a distância para a UNILA. A partir dela, podemos ampliar a comunicação e o acesso entre a Universidade e outros espaços da América Latina. Podemos aproveitar profissionais que estão em outros países para que ministrem aulas, assim como o que for produzido aqui pode ser transmitido para alunos de outros lugares. Com certeza, contribui para ampliar e atender à vocação da UNILA”, coloca.


 
Fonte: ASCOM

Arquivos

Categorias

Meta