De volta aos palcos

  –  Noel Silva volta aos palcos 25 anos depois.
O cantor iguaçuense conta como isso aconteceu –

Noel e banda, em apresentação do "Música na Avenida"
Noel, o filho Luiz e a aluna Pâmela, em apresentação do “Música na Avenida”, na Vila A. (Áurea Cunha)

Texto e fotos: Áurea Cunha
Noel Silva, músico com 35 anos de Foz do Iguaçu, alguns discos gravados, tinha parado de cantar fazia 25 anos. Desde então, dedicou-se apenas a dar aulas de violão e bateria. A vida ia bem, mas o prazer de subir no palco,  nunca que encontrava uma boa oportunidade. “Pra qualquer coisinha mesmo simples, tem que se ter um pouco de incentivo pra se montar uma boa apresentação”, explica ele.
Com o incentivo do Fundo Municipal de Cultura, Noel conta empolgado que voltou a cantar em público. O projeto que ele está desenvolvendo é o “Música na Avenida”, que consiste em apresentações musicais nas principais avenidas da cidade, sempre aos sábados, com duas horas de duração. Das oito que formalizou como contrapartida ao patrocínio, ele já realizou três.
Artista guerreiro, preservado pela arte, aos 62 anos, traz no rosto olhar de menino. E foi com esse
Noel: "Fazia 25 anos que eu não me apresentava, estou feliz pela lembrança do público". (Áurea Cunha)
Noel: “Fazia 25 anos que eu não me apresentava, estou feliz pela lembrança do público”. (Áurea Cunha)

semblante que Noel explicou seu reencontro com sua história fazendo da arte musical sua melhor expressão. Apesar da quantia que conseguiu como apoio ao projeto ser pequena, se diz feliz com o incentivo do Fundo. O músico explica que importa mais é que foi muito bem recebido pela população e se surpreendeu com pessoas que relembraram os tempos antigos em que ele cantava pela cidade.
Quem tiver a oportunidade de assistir as apresentações do músico e sua banda, vai ver um show bem brasileiro, numa voz harmoniosa e com identidade própria, ou seja, sem imitações. Noel faz uma verdadeira viagem pela história da música brasileira. Canta desde música de raiz sertaneja, regionalistas como clássicos nordestinos e hits da Jovem Guarda.
Fazem parte ainda do “ Música na Avenida”, o filho Luiz Gustavo, também professor de música, e a aluna de Noel, Pâmela Dryer.
Veja também Oficina do Olhar, clique aqui.
Clique e leia sobre os editais do Fundo Municipal de Cultura


Áurea Cunha, jornalista em Foz do Iguaçu, especial  para Guatá. 

Arquivos

Categorias

Meta