Degradação

  –  Um poema de Mano Zeu
e uma foto de Santiago Salles –  

santiago salles acariciando la luz

DEGRADAÇÃO
Mataram as onças, as cobras
Paca, cutia, arara, perdiz
Mataram macacos e tamanduás
Raposas, lagartos e javalis
Cortaram as árvores
Plantaram as casas
Um lar, um lugar
Para serem feliz
A sociedade de concreto e aço
Num passo
Fia o fio do próprio fim…
– Tatú?!
– Só no nariz


Mano Zeu é DJ e poeta em Foz do Iguaçu, Pr.
Poema publicado na revista Escrita 41.
“Acariciando a Luz”, fotografia de Santiago Salles. Ele é antropólogo e vive no Uruguai.