Desafios da Modernidade

  –  Um poema de Rebecca Nora  –  


 
Existe um lugar que habito por mais tempo que gostaria.
Lá nada e tudo se misturam em uma dança frenética
O mundo inteiro passa por meus olhos
E minha perplexidade calada absorve.
Não é um lugar de produção
Não há reação, não real.
Virtual
A linha marginal
Deixa traços rasteiros de se ver.
Não te habita e deixa que habitem você
Tenha cuidado, feche os olhos para ver
Veneno e cura orbitam a mesma esfera nos jogos de prazer.
________________________________
Rebecca Nora é música e estudante de Serviço Social na cidade do Rio de Janeiro, RJ.

Arquivos

Categorias

Meta