Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Dia do Choro, dia de Pixinguinha

23 de abril, data de nascimento do músico brasileiro, é considerado o Dia do Choro.

 

Os Oito Batutas: Pixinguinha (flauta), China (violão), Nelson Alves, Donga (violão), não identificado, João Pernambuco (violão), Jacob Palmieri e não identificado (MIS_SCabral_103236 / Acervo Sérgio Cabral / MIS-RJ)

Há quase 200 anos, em meados do século XIX, um som ecoava nas biroscas, esquinas e becos da zona portuária do Rio de Janeiro. Um som que trazia criatividade e improviso. Lá, onde era o palco da boemia, também foi o berço da primeira música urbana genuinamente brasileira: o choro.

Com um estilo diferente de interpretar gêneros europeus, como por exemplo, a polca, a quadrilha e a valsa, e uma mistura do ritmo africano Iundu, nasceu o choro, que tem como precursores grandes nomes como Joaquim Calado, Ernesto Nazareth e Chiquinha Gonzaga.

Mas um garoto, carinhosamente apelidado por sua avó de “Pinzindim”, foi o responsável por consolidar esse gênero musical. Pinzindim, que em um dialeto africano significa “menino bom”, aprendeu a tocar flauta muito pequeno em sua própria casa e aos 14 anos já era músico profissional. Ele é o compositor de uma das canções mais conhecidas de todo o Brasil: “Carinhoso”.

Para lembrar a data do choro, reproduzimos apresentação do grupo iguaçuense Chorando em Guarani, interpretando Espinha de De Bacalhau”, composto por Severino Araújo, em 1930. A gravação foi realizada em 2018, com a seguinte formação: Flauta – Fabio Dell Antonio Taveira Violão – Jaime ( Pingo) Cavaco – Anderson( Macarrão) Bateria – Amauri

A história da data

No ano 2000, o dia 23 de abril, data de nascimento de Pixinguinha, virou oficialmente o Dia Nacional do Choro. Pouca gente sabe, mas foi o bandolinista Hamilton de Holanda, fã do músico, que, um ano antes sugeriu ao senador Artur da Távola que fizesse o projeto de lei pedindo a institucionalização da data. A partir da ideia do instrumentista nasceu o Dia Nacional do Choro. Para conhecer um pouco mais de Pixinguinha, basta entrar no site do Instituto Moreira Salles e conferir o acervo do músico, cujo arquivo pessoal está sob a guarda do IMS desde 2000, por acordo com a família.

Por EBC

Arquivos

Categorias

Meta