Distâncias e acercamentos

  –  SEEC recebe obra “Antípoda de si mesma” da Bienal Internacional de Curitiba  –

Maria Cheung desenvolve sua arte em Foz do Iguaçu desde 1995. (Foto: divulgação seec)

No dia 6 de outubro, próxima sexta-feira, a Secretaria de Estado da Cultura (SEEC) recebe a obra “Antípoda de si mesma”, da artista Maria Cheung, sob curadoria de Luiz Carlos Brugnera. A abertura será no hall da secretaria, às 14h30, e contará com a presença do secretário da Cultura, João Luiz Fiani. O evento faz parte da Bienal Internacional de Curitiba 2017. A entrada é gratuita.
A mostra é uma instalação composta por um berço de dimensões ampliadas, localizado em cima de um tapete vermelho no centro da sala, em frente a uma parede vermelha com peças de cerâmica com ideogramas que significam boa sorte, que no contexto da obra, simbolizam medo e esperança ao mesmo tempo.
O berço, assim como as cores utilizadas, faz uma metáfora ao seu país de origem (a China), berço de uma das civilizações mais antigas do mundo, e tema da Bienal desse ano. “O berço, que aqui remete a origem cultural e a proteção macia e cálida da segurança maternal, tem na sua antítese o momento que deixei o país onde nasci em busca de novas oportunidades do outro lado do mundo”, conta a artista.
Sobre a artista
Maria Cheung nasceu na China em 1957. Hoje vive em Foz do Iguaçu onde mantém um ateliê desde 1995. Seu trabalho é evidenciado pelo resgate cultural por meio de instalações de arte conceitual. Já realizou exposições na Alemanha, Argentina, Áustria, China e Brasil, acumulando vários prêmios.
Serviço
Abertura da exposição “Antípoda de si mesma” de Maria Cheung
Bienal Internacional de Curitiba
Dia 6 de outubro (sexta), às 14h30
Entrada gratuita
_____________________________
Fonte: Seec

Arquivos

Categorias

Meta