E´jú, lunes

  –  Um poema de Vicente Ávalos  –

E’jú, lunes

Não me atrapalho
entre trabalho e malho.
Bem cedinho, já tomo alho.
Tô na lida,
sem cometer ato falho.

Mentira?!
Ah, tá certo, tá bom.
Metade é verdade,
outra metade, eu mesmo ralho.

Sabe, entenda.
É que de manhã,
assim, na cama,
ainda longe do assoalho,
sonho suave, sem pecado.
E trampo e folga, embaralho.

Deixe pra segunda.
Na semana, dê um talho.
Problemas?! Só lunes.
(Não) Quebre meu galho.
_________________________________________
Vicente Ávalos é brasiguaio. Aposentado, vive em Salto del Guairá, PY.
Poema revisitado, publicado originalmente na Escrita 35.

Arquivos

Categorias

Meta