Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Eleições na Unioeste

“Nosso projeto de universidade pública, gratuita e universal é pautado no diálogo”, afirma Fernando Martins. Candidato à reeleição para o cargo de diretor da Unioeste/Foz, o docente participou do programa radiofônico Marco Zero

O professor Fernando Martins, durante participação no Marco Zero
(Foto: Carlos Sossa)

No “Marco Zero”, o docente fez um balanço de sua gestão nos últimos quatro anos, apresentou a sua concepção de universidade pública, os desafios da instituição e os projetos futuros para a Unioeste/Foz.

“Temos um trabalho iniciado há quatro anos oriundo de um compromisso coletivo. Nosso projeto de universidade pública, gratuita e universal é pautado no diálogo”, destacou Fernando. “Consolidamos essa perspectiva e resolvemos dar continuidade a ela. Não é só o Fernando, temos um coletivo que representa essa proposta.”

Entre os projetos definidos como necessários de continuidade, o docente citou o Fórum da Comunidade. “Criamos esse espaço de diálogo direto entre universidade e sociedade que interage, traz para o interior da Unioeste/Foz as instituições todas que cercam a prática universitária e social”, expôs Fernando.

O candidato à reeleição ao cargo de diretor-geral do campus disse que a universidade vive um momento de “refluxo” que impede seu crescimento, o que precisa ser superado. “Pleiteamos cursos novos. Quais? Isso será debatido com a comunidade. A prioridade que foi definida em nosso planejamento institucional é um curso na área de saúde. Hoje há muitos indicativos para que seja o curso de Psicologia”, informou.

O professor Fernando Martins afirmou ser contra a Lei Geral das Universidades Estaduais do Paraná, projeto que altera a forma de distribuição de recursos às instituições de ensino superior, apresentado pelo governador Ratinho Junior (PSD).

“A comunidade se posicionou contra. Represento uma coletividade que se manifestou assim. Essa legislação tem sido usada como instrumento de racionalização econômica, ou seja, para diminuir custos. Na minha perspectiva, educação não é custo, é investimento. Precisamos mudar o olhar”, apontou.

Em sua exposição, Fernando mencionou que sua proposta é de integração entre todos os centros de conhecimento e os cursos da Unioeste, bem como que a instituição deve ser referência para Foz e região em geração de conhecimento e promoção social.

Sob o slogan “É hora de união: Unioeste em primeiro lugar”, o candidato apoia Valdir Serafim Junior para a direção do Centro de Ciências Sociais; Samuel Klauck para o Centro de Educação, Letras e Saúde; e Romeu Reginato para o Centro de Engenharias e Ciências Exatas. Para a Reitoria, está coligado com Wilson João Zonin e Gracy Kelly Bourscheid Pereira.

Graduado em Pedagogia, Fernando Martins fez mestrado na Universidade Federal do Paraná e doutorado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor da Unioeste desde 2003, coordenou o curso de Pedagogia e foi diretor do Centro de Educação, Letras e Saúde em duas gestões. É docente do Programa de Pós-Graduação Sociedade, Cultura e Fronteiras.

_____________________________
H2Foz / Programa Marco Zero

Arquivos

Categorias

Meta