"Elis", em maio

  –  Um dos mais belos discos de Elis Regina, de 1972, remixado e remasterizado, vai ter relançamento no Dia das Mães  –

 

A capa do álbum “Elis”, lançado em 1972. (Reprodução)

O álbum “Elis”, décimo de estúdio da cantora Elis Regina, de 1972, vai ser relançado em maio, no Dia das Mães. O disco é considerado um dos melhores da carreira da intérprete, juntamente com “Elis & Tom”, de dois anos mais tarde. Entre as faixas de mais sucesso estão “Nada será como antes” (Milton Nascimento e Ronaldo Bastos), ‘Águas de março’ (Tom Jobim), Casa no Campo (Tavito e Zé Rodrix), ‘Atrás da porta’ (Chico Buarque e Francis Hime) e ‘Bala com bala’ (João Bosco e Aldir Blanc). O disco foi produzido pelo músico Cesar Camargo Mariano e, à época, deu uma nova roupagem sonora para a arte de Elis Regina.
Para o relançamento, a Álbum Elis foi restaurado, remixado e remasterizado. A expectativa é que se tenha a apresentação em DVD e também uma versão em vinil. A ideia de revisitar o disco foi do filho de Elis Regina, João Bôscoli, e de pronto encampada pela gravadora Universal Music.
 
 

O experiente Bôscoli – que só pela empresa Trama produziu mais de 300 discos – em reportagem do jornal Estado de São Paulo, fez uma comparação com as gravações atuais. “Atenção, um aviso às cantoras que cantam hoje: não há nenhum tipo de corretor de afinação vocal neste álbum. A performance de Elis, além de ser verdadeira, foi definida no primeiro take (as primeiras gravações de Elis eram geralmente as definitivas). Durmam com um barulho desses”, concluiu em toma irônico.
Crítico ao uso indiscriminado de afinadores de vozes no estúdio por grande parte dos cantores, o produtor afirma que hoje é possível colocar no tom “até mesmo o latido de um cão”.
_____________________________
Guatá/ Fonte: Estado de São Paulo
 

Arquivos

Categorias

Meta