Ensaio geral…

 –  Um conto de Julio Fornari  –

 
guitarra1

– Putz, cara. A Lou sacaneou a gente!
– Ahhhh, nada a ver, Carlucho. A mina só escolheu o que era melhor pra ela. Nós é que somos uns bundões. A gente até toca legal, mas a gente não corre atrás de porra nenhuma.
– Concordo com o Julio, Carlucho! A gente já tá com essa banda há tempão e nunca tocamos ao vivo, só ensaiando, ensaiando…
– Então faz alguma coisa João, já que você é o cara, caralho. Hahahahhhahaha
– Aquela banda é uma merda, mas os caras tocam direto.
– Tá certo, Julio, vamos correr atrás então, mano…. Outra coisa pra piorar mais a situação…
– Fala logo, mano. O que tá rolando, Carlucho¿
– Minha vó foi morar lá em casa, e adivinha aonde ela tá ficando¿
– Puta que pariu, no teu quarto¿
– Exatamente, meu caro João…
– Não acredito, vamos ficar sem lugar pra ensaiar¿
– Sim, hehehe, a velha caiu e quebrou a perna, tá fudida em cima da cama. Isso não é o pior. Ela enche o saco, o dia inteiro, Julio, não to aguentando mais….
– Claro, né, Carlucho. Ela tem quase 90 anos, porra!
– Hahahhahahahha, tá fudido, Carlucho. Isso é foda, meu pai também tá velho e eu sei como é!
– Hahahahahhaha, tá foda mesmo, João.
– Beleza, vamos levar as coisas lá pra casa e ensaiar lá, só que não podemos passar das dez. Você pode, João¿
– Cara, tô trabalhando. Só se for no sábado, aí pode ser até a tarde!
– Tá né, fazer o quê¿!¿! Vamos buscar esses negócios agora de uma vez…
– Julio, a gente agora tá sem vocalista, dá pra ensaiar só aos sábados mesmo…
– Beleza, João, tem razão. Vamos buscar essas porras logo, que deve tá atrapalhando a Dona Beth.
– Que se foda minha vó! Chata pra caralho…
– Que isso, Carlucho, hehe…
– Duvido que você guenta uma hora! Hahahahahahah
– Se for igual ao meu pai, é foda mesmo! hahahahahahahaha
– Hahahahahahaha, vocês dois são foda!

– Vamos fazer o seguinte: eu entro, abro a janela e passo as coisas. Julio, para o carro ali.
– Beleza, João, desce e me orienta ali que tá muito escuro.
– Tá.
– Puta que pariu, pisei na merda de cachorro! Já falei pra minha mãe dar essas porras…
– Hahahahaha, isso é sinal de sorte.
– Vai se fuder, João!
– Vai logo, Carlucho.
– Tô indo, Julio.
….
– Cuidado com a cara, João… O que vai primeiro, Julio¿
– Manda o bumbo primeiro!
– Carlucho! Carlucho, Carluchoooo!
– O que é vó¿
– O que você está fazendo¿
– Tô tirando as coisas da banda pra senhora ficar mais à vontade…
– Mas não tá atrapalhando…
– Vó, nós vamos ensaiar na casa do Julio, não tem problema!
– Carlucho. Carlucho, Carlucho…!
– Oi vó, o que a senhora quer¿
– Liga a televisão pra mim¿
– Claro, vó. Que canal¿
– Bota na novela.
– Aqui?
– Isso.
– João, pega essa porra que tá pesado pra caralho. Esse teu amp pesa pra caramba.
– Carlucho, Carlucho, Carluchooo!
– Oi, vó…
– Você pode mudar de canal, a novela hoje tá muito chata!
– Aonde a senhora quer¿
– Bota no jornal .
– Tá bom aqui na band?
– Obrigada, meu filho.
– Tô levando os tons, Julio, pode ser¿
– Carlucho, Carlucho, Carluchooo.
– Faaala, vó, o que é agora¿
– Você pode desligar a TV¿ É que tô cansada!
– Tá bom, vó.
– Obrigada, filho.
– Segura, essa bolsa coloquei todos os cabos. Vou buscar a guitarra e o baixo.
– Carlucho, Carlucho, Carluchooo!
– O que é, porra¿
– Você pode ligar a TV de novo¿ Não to conseguindo dormir…
– Porra, vó, resolve, ligada ou desligada, cacete¿
– Bota na novela, então.
– Pronto, tá aí…
– Obrigada, meu filho
– Toma, João, pega essa merda, graça a Deus essa é a ultima coisa. Vou sair fora antes que minha vó, comece de novo… Tão rindo do que, porra¿
– Hahahahaha Não sei o que é mais engraçado: você estressado ou tua vó… Hahahahahahhahaha
– Não falei que ela era chata pra caralho, Julio?
– Calma cara, ela é idosa. Heheh.
– Pronto vó, agora a senhora pode ficar tranquila assistindo a sua TV. Tchau.
– Carlucho, Carlucho, Carlucho…
– Puta que pariu, o que é vó¿ A senhora enche o saco. Não aguento mais…
– Eu só queria que você desligasse a TV, só isso..
– Poooorra, vó, de novo, já é a vigésima vez que pede isso. Liga, desliga, liga,muda de canal, desliga… Caralho, resolva o que senhora quer¿!¿!
– O que isso, Carlucho, por que você tá gritando dessa forma com a vó¿
– Porra, Roberta. Ela é chata, já pediu pra ligar e desligar essa merda de televisão uma porrada de vezes, que merda.
– Carlucho, entenda, ela tá doente, carente, precisa de atenção…
– Porra, mais do que tô dando¿
– Você é um grosso, Carlucho!
– Cuida dela então, Roberta!
– Cuido mesmo! O que a senhora precisar é só me chamar!
….
– Vão embora. Liga essa porra desse carro antes que eu tenha um ataque cardíaco.
– Poooooooooooooooooorra, vó, o que a senhora quer agora¿
– Hahahahahahaha, parece que a tua irmã também perdeu a paciência… Hahahahahahahaha


Julio Cesar Fornari é músico, gosta de contar histórias e trata adequadamente todas as pessoas idosas que conhece e/ou encontra pela vida. É só ficção em Foz do Iguaçu, Pr.