Falta a língua Guarani nas “Boas Festas” em Foz do Iguaçu

–  Uma Opinião de Mário Ramão Villalva Filho  –  

boasfestas em guaraniComo morador desta cidade de Foz do Iguaçu vejo, por terceiro ano consecutivo, de que está espalhado pela cidade cartazes de “Boas Festas” em diversas línguas do mundo todo e em vários tipos e letras. Porém nenhuma delas na nossa língua originária, a língua que está no nome da cidade “Iguaçu” (água grande) que também leva o nome uma das sete maravilhas do mundo natural a nossa Cataratas, ou no do estado “Paraná” (Rio extenso ou rio grande como mar), que também tem uma hidrelétrica, orgulho da cidade, que tem o nome de Itaipu (pedra que canta).
Essa língua viva falada por mais de dez milhões de pessoas nos países de Bolívia, Paraguai, Argentina e Brasil, sendolivro-com-sobrecapa1 oficial em dois deles. Língua histórica e de trabalho no Parlamento do Mercosul (Parlasul) por ser a língua comum de origem, junto com outras, para todos esses países. Essa língua que está presente em vários estados da região sul do Brasil incluindo o Mato Grosso do Sul e o nosso estado do Paraná. Esta língua tem o nome de Guarani (Guerreiro) que vem do tronco linguístico do Tupi.
Apelo para as autoridades desta cidade de Foz do Iguaçu-PR para que considere e valorize esta língua viva!
Vy’apavẽ – Felicidades
Tapevy’aite – Muitas Felicidades.
Po’a ha vy’a – Sorte e Alegria.
Feliz ano novo – Vy’apavẽ ary pyahýre
Tapeguahẽ porãite ko yvy Guaraníme – Bem-vindos á terra Guarani.
Grande Festa – Areteguasu


Mário Ramão Villalva Filho é professor na UNILA (Universidade Federal da Integração Latino-Americana).
Texto publicado originalmente no H2Foz.