Feira do Turismo agora é no Gramadão da Vila A, de Itaipu

Feirinha ajuda a movimentar a economia de profissionais que perderam renda por causa da pandemia.

Em 40 barracas, produtos artesanais feitos pelos guias de turismo e familiares. (Foto: Divulgação)

Desde sexta-feira (4), a Feira dos Profissionais de Turismo de Foz do Iguaçu tem novo endereço. Até o dia 28 de setembro, a feirinha funcionará no Gramadão da Vila A. Às sextas-feiras e sábados, o funcionamento é das 16h às 21h. Já aos domingos, o horário é das 14h às 20h.

Com a pandemia da covid-19, muitos guias de turismo e outros profissionais do ramo ficaram sem renda e essa tem sido a única opção para ganhar o sustento. Para a organizadora, Nardy Alava, mudar de endereço vai ser bom para a feira, pois o Gramadão é bastante procurado por diferentes públicos. O endereço antigo era a Praça da Paz. “Estamos muitos felizes e otimistas com a mudança.”

A feirinha vai funcionar no Gramadão até o início das obras de revitalização do espaço, que vai virar um grande parque de lazer. Além de artesanato feito pelos próprios guias e familiares, há produtos alimentícios como compotas, cucas, pães, empanadas, queijo colonial, tudo preparado pelas famílias. A feirinha do turismo reúne cerca de 40 barracas. No espaço, às sextas-feiras, tem também a tradicional feira orgânica, já há bastante tempo aprovada pela população.

Setembro Amarelo

Além das várias opções de produtos da feirinha, quem passar pelo Gramadão vai ter outra surpresa. A Concha Acústica ganhou os tons do Setembro Amarelo, campanha nacional de alerta e prevenção ao suicídio.

As cores da campanha também estão nas fachadas do Centro de Recepção de Visitante (CRV), no Monumento da Unila e nas calotas do Parque da Piracema, todos na Usina de Itaipu.

“São duas iniciativas importantes abraçadas pela Itaipu, tanto a adesão ao Setembro Amarelo quanto o apoio à feirinha do turismo, garantindo o sustento dessa nossa gente, que está precisando de ajuda para colocar comida em casa”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Lula.

Assessoria