flautista amadora

  –  Um poema de Cynthia Lopes  –  

flautista amadora

cynthia
eu faço versos
como quem canta.
(assim, não pareço
tão louca, enquanto
falo sozinha)

eu faço versos
como quem canta,
para hipnotizar
estas serpentes
dormentes no peito.

eu faço versos
como quem canta:
este canto vivo
de repentes.

eu faço versos
como quem encanta
e de tudo faz
pra mudar
seu presente.


Cynthia Lopes é poeta e servidora pública federal no Rio de Janeiro, RJ.

Arquivos

Categorias

Meta