Flip homenageia Hilda Hilst

  –  Feira Literária de Paraty (Flip) chega a sua 16ª edição
entre os dias 25 e 29 de julho  –  

Festa Literária Internacional de Paraty em 2016 (Foto: Tomaz Silva/A.Brasil)

 

.
A Festa Literária Internacional de Paraty ( Flip) começa nesta semana e levará à cidade histórica de Paraty, no estado do Rio, escritores, artistas, pesquisadores e leitores para debates, conversas e apresentações sobre o mundo da poesias, romances e performances. O encontro literário deve reunir até 20 mil pessoas durante os quatro dias de evento.
.
Cada edição presta homenagem a um autor brasileiro – uma maneira de preservar, perpetuar, difundir e valorizar a língua portuguesa e a literatura do Brasil. No ano passado a homenagem foi à Lima Barreto, conhecido por tratar de temas sociais. Este ano, a homenagem será à Hilda Hilst (1930-2004). A escritora paulista teve vasta produção, escrevendo poesia, ficção, teatro e crônica em torno de temas como o amor, o sexo, a morte, Deus, a finitude das coisas e a transcendência da alma.
.
Neste ano a Festa Literária mantém a programação principal ao redor da Praça da Matriz. A novidade é o Auditório da Matriz que contará com 500 lugares e um desenho que remete aos teatros de arena. O Auditório da Praça, como no ano passado, terá 700 lugares e exibirá as mesas ao vivo pelo telão.
.
Escritores brasileiros e internacionais, veteranos e estreantes, dividiram as mesas de debates ao longo da programação. Fernanda Montenegro, a escritora russa Liudmila Petruchevskaia, o americano vencedor do Pulitzer Colson Whitehead e o carioca e estreante Geovani Martins são alguns dos nomes confirmados.
.
A programação começa às 20h, nesta quarta (25) com a sessão de abertura que terá a presença da atriz Fernanda Montenegro e a musicista Jocy de Oliveira, e vai até o domingo (29).

.

Hilda Hilst – Hilda de Almeida Prado Hilst,  (Jaú, 21 de abril de 1930 — Campinas, 4 de fevereiro de 2004) foi uma poetisa, ficcionista, cronista e dramaturga brasileira.
.
Autora de livros como “Cantares de Perda e Predileção” e “Fluxo-Floema”, além de uma obra marcada pelo erotismo em livros como o “O Caderno Rosa de Lory Lamby”, Hilda é considerada um dos grandes nomes da literatura brasileira.

.
Clique aqui para acessar a página do Instituto Hilda Hilst

Clique aqui para ler escritos de Hilda Hilst

_________________________
Guatá com Brasil de Fato

Arquivos

Categorias

Meta