Instituições têm até 5 de junho para enviar planos de trabalho e obter auxílio eventual de Itaipu

A ajuda vem em boa hora e vai beneficiar centenas de pessoas em situação vulnerável neste momento de Covid-19

O Lar dos Velhinhos já teve seu projeto aprovado e estão garantidos mais de R$ 170 mil . (Foto: Sara Cheida/Itaipu Binacional)

O prazo de envio dos planos de trabalho das instituições de ajuda humanitária para obter recursos do auxílio eventual da usina de Itaipu, lado brasileiro, termina no dia 5 de junho. Os planos são para as ações emergenciais da covid-19. Muitas instituições sofrem o impacto econômico e social do novo coronavírus com queda de arrecadação. A ajuda vem em boa hora e vai ajudar centenas de pessoas em situação vulnerável.

O auxílio por entidade pode chegar até R$ 175 mil. O recurso global previsto para essa ação é de aproximadamente R$ 2,7 milhões. Em função do ano eleitoral, há limitação de data para liberação de recursos. É necessário que o prazo seja respeitado para que se tenha tempo hábil para análise e encaminhamento de todas as propostas.

“Embora o valor do recurso seja bastante considerável, o orçamento é limitado e quanto mais entidades contempladas, mais a ação atingirá o seu objetivo comum de ajudar mais e mais pessoas diretamente e indiretamente”, explica Clariane de Freitas, da Assessoria da Diretoria-Geral Brasileira de Itaipu, responsável pelo trabalho.

Para o coordenador estratégico da covid-19 da Itaipu, coronel Jorge Aureo, assessor especial do diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, “em época de pandemia, os invisíveis estão mais visíveis nas esquinas; os mais necessitados estão mais vulneráveis e precisamos reforçar nosso espírito humano e solidário”.

Como fazer:

As entidades interessadas em receber o auxílio precisam apresentar ofício, o plano de trabalho e os orçamentos. O encaminhamento da documentação e para tirar dúvidas pode ser feito pelo email auxilioeventual@itaipu.gov.br e telefone: 3520-5920

Em decorrência da pandemia, a Itaipu mais que dobrou o valor do Fundo de Auxílio Eventual para R$ 2,7 milhões. O público-alvo são entidades de ajuda humanitária. Itaipu controla a prestação de contas a partir da execução de um plano de trabalho, com uma série de critérios que são auditados internamente. Até o momento, mais de 20 instituições fizeram contato para tirar dúvidas e dar início ao processo.

Uma delas, que já teve o apoio aprovado, é o Lar dos Velhinhos de Foz do Iguaçu. A entidade vai receber, por meio do fundo, a soma de R$ 174.984,45, para a aquisição de materiais de limpeza, alimentação, higiene e segurança. O apoio vai garantir a manutenção do atendimento durante a pandemia do novo coronavírus. Também foram beneficiadas a APAE de Mundo Novo, MS, com R$ 63 mil, associação dos Pequenos e Médios Agricultores de Brasilândia, com 113 mil, entre outras.

Assessoria de Itaipu