De Sonetos Selvages

  –  Um poema de Douglas Diegues. Uma fotografia de Manuella Sampaio  –


 

revolucionar dormitórios economias
ropas servicios multas filas
mercados agências sapatús tarifas
barrios bares playas familias

revolucionar hipocrisias miel opciones
províncias justicia calles horários
parques veredas aeroportos salários
taxas amistades negócios diversiones

mudar mudar mudar
relutar renovar ousar
injectar nuebíssimo ar
encontrar antes mismo de buscar

hacer la cosa acontecer
volver a viver

_____________________________________________
Douglas Diegues, poeta brasileiro.
Manuella Sampaio, jornalista e mestranda em América Latina na Unila, em Foz do Iguaçu, Pr.
O poema e a fotografia foram publicados na edição 48 da revista Escrita.

Arquivos

Categorias

Meta