Lá, como cá, devastação há

  –  Um toque de Montezuma Cruz  –

 

(Foto: Róbinson Sáenz / El Colombiano)

4,8 milhões de hectares foram desmatados na floresta tropical amazônica colombiana, informa o repórter Velasquez Ramiro Gomes na edição de hoje (10 de abril de 2017) de “El Colombiano”. Essa área equivale a todo o Departamento de Chocó, segundo medição do Sinchi Institute. A perda representa 10% da região e é atribuída ao avanço da fronteira agrícola a uma taxa de 112 mil ha/ano. Em 14 anos, de 2002 a 2016, o desmatamento alcançou 1,5 milhão de hectares.
Essas áreas correspondem às maiores populações: Leticia, Miraflores, Inírida, Araracuara, La Chorrera e El Encanto. Com sua vasta floresta tropical, a região atingida tem uma das maiores biodiversidades, ao lado de Chocó, onde existem 8.101 espécies de plantas identificadas até agora, pertencentes a 334 famílias e mais de 2.500 espécies de fauna.
Algo fantástico, não?
Clique aqui para ler o texto do jornal colombiano, em espanhol, na íntegra. 
______________________________________
Montezuma Cruz é jornalista faz mais de 30 anos
e atua na região Norte do Brasil.
Escreve regularmente para o site Expressão Rondônia

Arquivos

Categorias

Meta