Letras Negras

“Cândido” aborda a Literatura produzida por autores negros.

Capa de “Cândido”, edição de dezembro de 2019 (Foto: reprodução)

Está em circulação a edição de dezembro do jornal Cândido, da Biblioteca Pública do Paraná, que trata da visibilidade e do papel da Literatura produzida por autores negros no Brasil.

Em uma reportagem assinada pela jornalista Yasmin Taketani, escritores e pesquisadores discutem temas como representatividade, lugar de fala, estereotipização e afirmação identitária. “A literatura brasileira reflete, nas suas ausências, talvez ainda mais do que naquilo que expressa, algumas das características centrais da sociedade brasileira”, afirma Regina Dalcastagnè, pesquisadora da Universidade de Brasília e uma das entrevistadas da matéria.

Outro destaque é a transcrição da edição de setembro do evento Um Escritor na Biblioteca, que trouxe o poeta mineiro Francisco Alvim ao auditório da Biblioteca Pública. O autor de 81 anos falou sobre seu ingresso no mundo literário, o fazer poético, o futuro da Literatura e a experiência como diplomata de carreira.

A edição ainda traz um artigo da professora e pesquisadora Regina Zilberman na coluna Pensata, um relato de Carlos Henrique Schroeder sobre seu encontro com o escritor argentino César Aira, poemas de Carolina Braga Ferreira e Ronaldo Cagiano, conto de Tereza Yamashita, um ensaio fotográfico com destaques da 3ª Festa Literária da Biblioteca Pública do Paraná e a estreia de seção De Escritor para Escritor, com dicas da poeta Angélica Freitas.

SERVIÇO – O Cândido tem periodicidade mensal e distribuição gratuita na Biblioteca Pública do Paraná e em diversos pontos de cultura de Curitiba.

O jornal também circula em bibliotecas públicas e escolas de ensino médio do Estado. É enviado pelo correio para professores, jornalistas, escritores e críticos de diversas partes do Brasil.

Leia o Cândido no http://www.candido.bpp.pr.gov.br

___________________
AEN