Letras para degustar

  –  Feira do Bosque Guarani recebe projeto de leitura.
Ação acontece todas as sextas-feiras, durante a feirinha  –  

tl-feira-bosque-banca4bOs visitantes da Feirinha do Bosque Guarani contam com uma atração a mais. Além de alimentos, artesanatos e produtos coloniais, a feira recebe o programa Tirando de Letra, iniciativa da associação Guatá que visa popularizar a leitura e estimular a expressão por meio da palavra escrita. O projeto conta com acervo de livros, revistas e quadrinhos, impressos e adesivos de fragmentos literários, exposições, objetos lúdicos e minioficinas.
As atividades do projeto Tirando de Letra acontecem na Feirinha do Bosque, todas as sextas-feiras, com o apoio da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu. A ação utiliza materiais acessíveis e volantes, distribuídos gratuitamente entre o público. Os leitores também participam de interações e dinâmicas promovidas por mediadores de leitura da Guatá e são incentivados a produzir seus próprios textos, que passam a compor um varal coletivo de autores.
Nesta sexta-feira, 4, dia do inventor, serão realizadas duas minioficinas, uma de confecção de pequenos brinquedos com dobraduras e restos de papel e outra de fanzine. Também serão promovidos jogos e brincadeiras voltadas para a escrita, com poesia, quebra-cabeça poético e caixa criativa de histórias. No acervo de folhetins para distribuição há novos textos de vários autores: Augusto Boal, Paulo Leminski, Sergio Vaz, Alice Ruiz, Carlos Luz e Mano Zeu.
A agente de leitura da associação Guatá, Kariny Wermouth, explica que o programa Tirando de Letra baseia-se na interação de conhecimentos, culturas e experiências entre os leitores e os agentes de leitura. “Todas as pessoas leem e todas as pessoas escrevem. Buscamos dialogar, compartilhar interpretações e trocar impressões, respeitando a visão de mundo de cada um. Neste contexto, a leitura acontece de forma espontânea e prazerosa”, enfatiza.
tl-feira-bosque-leitura-interagirAromas literários, narrativas em imagens – Uma geladeira cheia de livros e fragmentos literários aromatizados com ervas naturais. Esta é uma das surpresas que os visitantes da feirinha encontram no espaço de leitura da associação Guatá, na praça do Zoológico Bosque Guarani. “A ideia é aguçar os sentidos e sensações do leitor, com a distribuição de impressos que têm cor e cheiro, tudo natural”, explica Kariny Wermouth.
Entre os materiais do programa Tirando de Letra levados à feira livre, está a exposição com desenhos e ilustrações do artista Lalan Bessoni. As imagens foram veiculadas em diferentes edições da revista Escrita, editada pela associação Guatá. O objetivo é demonstrar que a comunicação e a expressão não-verbais também são carregadas de narrativas e mensagens poéticas, resultado das leituras e visões de mundo do autor.
Sobre o projeto – Tirando de Letra é um programa permanente da associação Guatá, com o objetivo de incentivar o gosto e o hábito pela leitura e a produção de textos. Com o apoio da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu, até dezembro deste ano o projeto realizará 15 intervenções em feiras livres e eventos culturais para a comunidade. Realizado desde 2005, Tirando de Letra foi reconhecido pelo Ministério da Cultura como Ponto de Mídia Livre (2011) e como Ponto de Cultura, selecionado em edital para a realização do projeto de 2013 a 2015
Tirando de Letra na Feirinha do Bosque Guarani
Data: todas as sextas-feiras, das 16 às 22 horas
Local: Zoológico Bosque Guarani (próximo ao Terminal de Ônibus)
Entrada gratuita
Visite-nos: www.guata.com.br


Guatá/ Paulo Bogler / Fotos: Áurea Cunha
 

Arquivos

Categorias

Meta