Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Levante, poema de Andréa Motta

Poesias publicadas originalmente na revista Escrita, nº 9. Um desenho de Marin Pez.

 

 

 

Levante

Nua de esperança a noite

desabrocha prenhe de silêncio

em puro desvelo

lamenta o enredo

entregue ao destino

de perene apatia

Resiste o amor.

 

***

Nudez

Sob sorrisos

foli pranteiam

dores apertadas

em miçangas e paetês

 

***

Linha vã

Singra o olhar nas vagas

Incertas do sonho.

Cede à brisa

A vertigem do poema

Uma andorinha voa

No céu da boca

Cede à tempestade

O imaginário do verso

Fragmentado,

Não é incapaz

De alimentar a palavra

Que se faz rito

 

Andréa Motta é escritora em Curitiba, Pr.  Marin Pez, uruguaia, é artista circense.

Arquivos

Categorias

Meta