Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Lição de vida

Moradores de Puerto Iguazú arrumam calçadas pra menina de “ossos de cristal” ir à escola

Os vizinhos do bairro popular se uniram para melhorar as calçadas e permitir a Mili ir pras aulas. (Foto: El Territorio)

As calçadas nos bairros de Puerto Iguazú, quando existem, são precárias. Talvez situação até um pouco pior que em Foz do Iguaçu. Agora, imagine como é para uma pessoa com ossos frágeis caminhar por elas.

É o caso de Milagro Díaz, a Mili, uma menina que é vítima da doença osteogênese imperfeita, também conhecida como “ossos de cristal” ou “ossos de vidro”. A doença torna frágeis os ossos, que podem se romper facilmente.

Mili quer estudar e existe uma escola a poucas quadras de sua casa. Mas como ir até lá quando não há calçadas e as ruas são empedradas, daquele tipo que até uma pessoa qualquer enfrenta dificuldades para andar?

Com a solidariedade dos vizinhos, “este “milagro” vai acontecer. A vizinhança cansou de pedir asfalto e melhorias nas ruas do bairro Santa Rosa, mas, como isso não aconteceu, todo mundo pôs mâos à obra.

Com muito esforço, eles estão construindo e, em alguns casos, melhorando os acessos de suas casas, por onde Mili poderá passar rumo à escola, quando as aulas voltarem. É o grande sonho da vida dela, voltar a cursar a escola secundária Bop 89.

A cruzada “Todos por Milagro Díaz (Mili)” vai permitir que, finalmente, a menina possa sair de casa, sem risco de quebrar algum de seus frágeis ossos.

Uma das vizinhas de Mili, Elida Maidana, é uma das pessoas que há muito tempo insiste com a Prefeitura para que melhore as ruas. Houve até um vereador que se comprometeu com a causa.

Hoje, emocionada, ela diz que os vizinhos estão trabalhando e que a municipalidade, finalmente, também virá dar uma mãozinha para melhorar o local e a vida da menina de “ossos de cristal”.

Há pacientes que têm ossos quebrados centenas de vezes ao longo da vida. (Foto Alerj)

A doença

A osteogênese imperfeita, conhecida popularmente como doença dos ossos de vidro ou de cristal, é uma patologia rara de causa genética, caracterizada principalmente pela fragilidade dos ossos do paciente. Genes defeituosos afetam o “afetam o modo como o corpo produz colágeno, uma proteína que ajuda a fortalecer os ossos.

A condição pode ser leve, com apenas algumas fraturas durante a vida da pessoa afetada, mas, em casos mais graves, pode envolver centenas de fraturas que ocorrem sem causa aparente. Os tratamentos incluem medicamentos de fortalecimento dos ossos, fisioterapia e cirurgia ortopédica.

“Corpo fechado”

No cinema, os “ossos de vidro” foram mostrados no filme “Corpo Fechado”, que abriu uma trilogia.

Nele, que tem Bruce Willis como uma espécie de super-herói, o ator Samuel L. Jackson interpreta Elijah Price.

Elijah é um estranho vilão, que tem justamente a doença dos “ossos de cristal”. Vale a dica para a trilogia do reitor M. Night Shyamalan (“Corpo Fechado”, “Fragmentado” e “Vidro”). Dos três, o mais fraco é Fragmentado”).

____________________________
Da página H2Foz / Texto: Claudio Dalla Benetta.
Fontes: El Territorio e pesquisa

Arquivos

Categorias

Meta