Live solidária em Itaipu, na retomada do turismo em Foz, tem apoio do empresariado

Mirante Central de Itaipu será o cenário da live de Gabriel Smaniotto. Você também pode ajudar

Anoitecer no mirante da Usina de Itaipu, palco da live solidária. (Foto: Patrícia Iunovich)

 

 

 

.
Esquenta com Gabriel Smaniotto dará o start do recomeço gradativo, com menos de 30% por cento da capacidade de atendimento dos atrativos de Foz em respeito aos protocolos sanitários e recomendações de organismos de saúde.  A live solidária com o artista iguaçuense está marcado para esta quarta-feira, na usina de Itaipu, a partir das 17h30.

Link para assistir à live: https:
//www.youtube.com/watch?v=fZQLI1TeWnI&feature=youtu.be

 

Doze horas antes do início da festa, já se contabilizava a adesão de empresários locais à iniciativa da Usina. O ponta-pé inicial foi dado pela margem brasileira da binacional, que doou R$ 50 mil para a iniciativa, que reúne todo o trade e o Programa Acelera Foz. O cenário escolhido é o Mirante Central, mas poderá sofrer alterações em função da chuva.

Outras empresas que mostram engajamento são a Idisa Veículos, com o anuncio de repasse de R$ 5 mil, a Cooperativa Frimesa, com outros R$ 5 mil, o Posto Azteca, mais R$ 1 mil, e Sicoob Três Fronteiras, R$ 1 mil. A soma atingiu antes do início da campanha, R$ 62 mil.

Todo o dinheiro arrecadado será repassado para profissionais do turismo que comprovadamente perderam renda com a pandemia da covid-19. Você também pode se unir nessa grande rede de solidariedade. Todas as formas de ajuda serão mostradas passo a passo na matéria.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, é uma grande alegria no aniversário de 106 anos de Foz, ter como cenário o Mirante Central da Itaipu Binacional para uma live que irá marcar a retomada do Turismo na cidade.

“Estamos num processo de retomada da confiança e os atrativos estão fazendo a sua parte. Todas as recomendações e protocolos sanitários estão sendo adotados. Os atrativos trabalharão, num primeiro momento, com 30% da capacidade de atendimento, haverá limpeza de pisos, ônibus, corrimãos, enfim, tudo para bem receber quem nos visita”, diz o general.

O Acelera Foz, programa de retomada da economia da cidade, está à frente dessa iniciativa. A ação reúne também a participação dos guias e outros profissionais de turismo.

Outros atrativos da cidade

Além da Itaipu, que reabre amanhã, 11, com a visita Panorâmica, o Parque Nacional do Iguaçu, o Parque das Aves, o Marco das Três Fronteiras, o Kattamaram 2 do Rio Paraná, o Complexo Dreamland, a Churrascaria Rafain Show, além de hotéis – incluindo resorts – e uma grande ação de cinema a céu aberto do Visit Iguassu estão programados para a reabertura desde hoje.

“A cidade vive uma grande expectativa. Mas sabemos que todos temos que fazer nosso papel com muita responsabilidade, evitando aglomeração e cuidando um dos outros. Se todos fizermos nossa parte, vai dar certo. O sucesso da retomada do turismo do Destino Iguaçu depende de cada um de nós”, diz o diretor superintendente do Parque Tecnológico Itaipu, general Eduardo Garrido.

Na mesma linha, o presidente do Visit Iguassu, o empresário Felipe Gonzalez, reforça: “Foz está pronta para receber você de braços abertos. Essa é a mensagem de otimismo que queremos passar para nossos visitantes”.

Para marcar esse retorno, a Comunicação Social e a Assessoria de Turismo de Itaipu e o Complexo Turístico Itaipu organizaram a live de “esquenta” no Mirante Central da usina, com recursos da usina de Itaipu e PTI. Além do motivar a retomada do turismo, a live tem um caráter solidário. Em Foz do Iguaçu, a pandemia resultou na demissão de aproximadamente cinco mil pessoas, de acordo com dados oficiais.

Barragem da Usina de Itaipu iluminada. (Foto: Patrícia Iunovich)

Beneficiados das doações

Os R$ 62 mil iniciais arrecadados serão usados na aquisição dos primeiros 400 vales-compras do parceiro Nutricard, que não cobrou taxa de serviço. “A intenção é ajudarmos um número ainda maior de pessoas com as doações que receberemos nesta noite, durante o evento e nos próximos dias”, diz Aureo Ferreira, coordenador do GT Estratégico da Covid-19 da usina de Itaipu.
A gestão dos recursos será feita pelo Instituto Polo Iguassu. Os profissionais precisarão preencher uma ficha de cadastro comprovando que teve sua renda comprometida em função da pandemia.

Assessoria Itaipu