Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Live solidária na Itaipu vai ajudar mais de 500 profissionais de turismo em Foz do Iguaçu

Cadastro para receber os R$ 80 mil da iniciativa começou na segunda-feira (15).

Palco montado na Itaipu Binacional – Live com o cantor Gabriel Smaniotto (Fotos: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional)

 

.

O Polo Iguassu começou nesta segunda-feira (15) a cadastrar os mais de 500 profissionais de turismo impactados pela covid-19 que serão beneficiados com as doações de aproximadamente R$ 80 mil arrecadadas na live solidária com o cantor Gabriel Smaniotto, no aniversário de 106 anos de Foz do Iguaçu, transmitida do Mirante Central da Itaipu, na quarta-feira (10).

Os cerca de R$ 80 mil levantados no show serão transformados em vouchers no valor de R$ 150 para compra de alimentos e produtos de higiene. Os cartões da Nutricard e da Green Card, que não cobrarão taxa de serviço, poderão ser usados em mais 100 pequenos estabelecimentos de Foz do Iguaçu, incentivando o comércio local.

A live com Gabriel Smaniotto marcou a retomada gradativa dos atrativos turísticos do Destino Iguaçu. A iniciativa tem o apoio do Programa Acelera Foz. O valor arrecadado soma as doações individuais durante a apresentação e os aportes das empresas que abraçaram a iniciativa encabeçada pela Itaipu.

A margem brasileira da binacional doou R$ 50 mil. “Esse aporte simbólico, que se soma a muitos outros feitos pela atual diretoria de Itaipu no enfrentamento ao novo coronavírus, pontualmente para essa camada importante da população de Foz, que vive basicamente do turismo, é providencial”, diz o coordenador do Comitê Estratégico da Covid-19, coronel Aureo Ferreira.

Itaipu investiu mais de R$ 22 milhões em diversas ações contra a covid-19. Os recursos foram usados, por exemplo, na reestruturação do Hospital Ministro Cavalcanti, com a criação de uma ala exclusiva para pacientes graves da doença; na compra e repasse de insumos e equipamentos para a 9ª Regional de Saúde; e na ajuda para entidades humanitárias.

Solidariedade

Além da Itaipu, também colaboraram a Idisa Veículos, a Cooperativa Frimesa, e Cooperativa Sicredi, que repassaram R$ 5 mil cada; a Rede Costa Oeste de Comunicação, o Rafain Show e o Dreamland doaram R$ 2 mil cada; Posto Azteca e a Sicoob Três Fronteiras ajudaram com R$ 1 mil cada. A empresa Cataratas do Iguaçu S.A também doou cem cestas básicas para a live.

Os profissionais de turismo estão entre os mais impactados economicamente pela covid-19 em Foz do Iguaçu. Muitos deles não têm nenhum tipo de renda desde o início da pandemia, há mais de três meses. O Polo Iguassu fará a gestão dos recursos. Os dados dos profissionais do turismo serão repassados pelo Liguiafoz.

A coordenadora do Polo Iguassu, Fernanda Fedrigo, explica que, após o cadastro, atestando que esses profissionais trabalham no setor e que tiveram a renda comprometida em função da pandemia, essas pessoas serão chamadas para receber os vouchers. Tudo será feito considerando os protocolos sanitários, para evitar aglomerações. O agendamento será feito por telefone.

Há estimativas de que cerca de 5 mil pessoas em Foz do Iguaçu de diversos segmentos perderam o emprego por causa da pandemia. “Para nós, do Polo Iguassu, é uma grande satisfação participar de alguma forma dessa grande corrente do bem. É gratificante”, diz Fernanda.

As doações ainda podem ser feitas. O Polo Iguassu, parceiro da iniciativa, está centralizando a ajuda em dinheiro. Para entrar em contato, o número do Whatsapp é 45-9806-3979. A Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu (Acifi) também está recebendo produtos de higiene e alimentos. A Acifi fica na Rua Padre Montoya, 490 – centro de Foz do Iguaçu.

Retorno responsável

Os atrativos do Destino Iguaçu voltaram a funcionar com 30% da capacidade. Para isso, adotaram todos os cuidados necessários, como uso obrigatório de máscaras de proteção facial, passagem por barreiras sanitárias, aferição de temperatura e distribuição de álcool gel 70% em vários locais.

O retorno da atividade turística à cidade é mais uma ação do Programa Acelera Foz, que tem a coordenação estratégica do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu (Codefoz), Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Prefeitura de Foz, Sebrae, Programa Oeste em Desenvolvimento, Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (Acifi) e Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

Por assessoria Itaipu

Arquivos

Categorias

Meta