"Lute Como Uma Menina"

  –  Cinedebate na Unila promove discussão sobre movimento de resistência e feminismo  –


Seguindo as atividades da semana de paralisação da UNILA RESISTE, o movimento acadêmico exibirá o documentário “LUTE COMO UMA MENINA”, produzido em 2016. O filme será projetado no campus Jardim Universitário, numa ala próxima ao espaço agoraocupado pelo movimento estudantil da Unila.
Dirigido por Beatriz Alonso e Flávio Colombini, o documentário conta a história das meninas que participaram do movimento secundarista que ocupou escolas e foi as ruas – no ano passado – para lutar contra um projeto de reorganização escolar imposto pelo governador de São Paulo, que previa o fechamento de quase cem escolas públicas daquele estado.
As meninas contam suas histórias enfrentando figuras de autoridade, desde a luta pela autogestão das escolas até a violência desenfreada da polícia militar. Uma importante reflexão sobre o feminismo, o atual modelo educacional, e a alternativa de se construir um “poder popular”.
O objetivo do CINE Itinerante é também ocupar culturalmente a universidade, sem perder o debate e a resistência. Neste caso, depois do filme, seguirá uma roda de conversa sobre o tema. A entrada é gratuita e aberta à todas as pessoas interessadas, mesmo que não pertença à comunidade acadêmica.
 

Oficina de maracatu no Espaço Autônomo Estudantil da Unila. (Foto: arquivo EAEU)

Política – Esta é a primeira atividade de cinema ligada ao espaço alternativo que os estudantes da Unila organizaram a partir da ocupação de um antigo restaurante dentro do campus. O Espaço Autônomo Estudantil, como passou a ser chamado, tem programação diária e extensa.
Os seus organizadores, explicam em rede social, a atitude. “Sabendo que a comunidade estudantil possui suas condições de permanência ameaçadas, ocupamos e nos apropriamos do prédio, onde tempos atrás funcionava o restaurante terceirizado no campus Jardim Universitário da Unila e que se encontrava SEM função social.
A partir de agora, este espaço se denomina Espaço Autônomo Estudantil, com os objetivos de reunirmos as demais lutas que se levam na Universidade com as quais se reivindica o projeto Unila, sua continuidade e construção. Sendo consequentes com as demandas estudantis básicas que tem sido precarizadas.”
O Espaço já teve programação durante toda esta terça, dia 15. Veja:
Espaço Autônomo Estudantil – UNILA
Cronograma de atividades:
09h – Transmissão da Audiência Pública do Senado sobre a Unila e a Unilab
10h (até as 18h) – Corte de cabelo a preço popular
13h – Almoço para todxs (doações são bem-vindas)
14h – Higiene e descanso
15h – Meditação Ativa
16h – Yoga / Dança / Malabares
17h – Intercâmbio de receitas e cafezinho
19h – Cine debate “Lute como uma menina”
21h – Janta integrativa
_______________________________
Guatá com assessoria

Arquivos

Categorias

Meta