Make Music Day, um dia para ouvir músicos do mundo todo

Evento será realizado neste domingo (21), em 900 cidades de 120 países – incluindo o Brasil. Este ano, em versão online por conta da pandemia

Atividade do Make Music, edição de 2019. (Foto: divulgação)

Das praças, teatros e parques para as varandas de suas casas ou por meio de lives, pela tela do computador. A terceira edição do evento global Make Music Day será realizado neste domingo (21), com o objetivo de incentivar que músicos, profissionais ou amadores, de diferentes partes do mundo, toquem seus instrumentos. Dentro da rotina do “novo normal” causado pela pandemia do novo coronavírus, e de forma voluntária. Os participantes também poderão lançar um vídeo ou dar aulas abertas de música – cada um em seu próprio perfil.

Acesse, aqui:

https://www.facebook.com/makemusicbrazil/

https://www.instagram.com/makemusicbrasil/

O Festival

Nascido na França, em 1982, como a Fête de la Musique (Festa da Música), foi rebatizado e, neste ano, reunirá músicos de 900 cidades, em 120 países diferentes – entre eles, Estados Unidos, Canadá. Reino Unido, França, Itália, Portugal Argentina, Chile, Austrália, Nigéria e China, além do Brasil, é claro.

Só por aqui, na terra brasilis, mais de 1.300 inscrições foram feitas para o evento.  O Make Music Day Brasil será marcado pela diversidade e a inclusão. Entre os inscritos, há – além de roqueiros, jazzistas e músicos clássicos – corais, grupos evangélicos, música judaica, musicoterapeutas, idosos, crianças e transexuais. “Uma trans me escreveu perguntando se poderia participar. Eu disse: claro! E pedi que ela indicasse outros nomes. É para todos. O importante é invadir o espaço sonoro alheio com música boa”, diz Neves.

Entre os padrinhos da edição brasileira, estão Rogério Flausino e Paulinho Fonseca (Jota Quest), João Barone (Os Paralamas do Sucesso), Sérgio Britto (Titãs), Rappin’ Hood, Jorge Vercillo, Kiko Zambianchi, o grupo Nenhum de Nós e Adryana Ribeiro. Cabe a eles convocar os músicos (e o público) nas redes socais.

Pelo site do evento, é possível buscar não apenas os músicos nacionais que irão se apresentar, mas de todas as cidades participantes mundo afora. Basta seguir para os sites específicos de cada país e ver quem está se apresentando naquele momento.

No caso do Brasil, os inscritos vão se apresentar em seus próprios canais nas redes sociais. No perfil do evento no Instagram @makemusicbrasil, é possível ver alguns dos participantes, mas a melhor forma de encontrá-los é buscar pela hashtag #makemusicbrasil na rede social.

Assessoria