Marcha Virtual pela Vida recebe apoio de intelectuais e artistas

Gregório Duvivier (foto), Renato Janine Ribeiro, Marcelo Knobel, Nurit Bensusan e Marilena Lazzarini se juntam ao movimento e enviam vídeos de apoio. A manifestação acontece no dia 9 de junho.

Além de mais de 70 entidades, instituições e movimentos de todos os setores da sociedade civil, a Marcha Virtual pela Vida está recebendo apoio de intelectuais e artistas através de vídeos. Organizada pela Frente pela Vida, a Marcha é uma manifestação em defesa da vida, da saúde e do Sistema Único de Saúde (SUS), da solidariedade, do meio ambiente, da democracia, da ciência e da educação. Será um evento virtual, marcado para o dia 9 de junho, próxima terça-feira.

No vídeo enviado à organização da Marcha, o filósofo e ex-ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, reitera a importância do saber científico como suporte para a vida: “Não é mais oposição entre barbárie e civilização, mas entre a vida e morte”. O reitor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Marcelo Knobel, informa que a instituição está subscrevendo a declaração da Marcha pela Vida e fala da importância do movimento: “Precisamos mais que nunca defender a vida, defender a democracia e nos solidarizar com aqueles que mais precisam de ajuda nesse momento.”

O ator, humorista, roteirista e escritor Gregório Duvivier ressalta que a marcha é em defesa da vida, do SUS e da saúde coletiva. Nurit Bensusan, pesquisadora do Instituto Socioambiental (ISA), afirma que no Brasil, hoje, a vida está ameaçada em todas as suas dimensões: “Por isso a marcha pela vida é tão fundamental”, reforça.

O jornalista Marcelo Leite pede apoio: “vamos cuidar da nossa gente e da natureza”. Marilena Lazzarini, presidente do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), afirma: “neste momento estamos isolados, mas precisamos nos manter unidos em defesa da vida e da democracia.”

Assista aos vídeos neste link.

A Frente pela Vida é um movimento conduzido pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Conselho Nacional de Saúde (CNS), a o Centro Brasileiro de Estudos da Saúde (Cebes), a Sociedade Brasileira de Bioética (SBB) e a Rede Unida.

A manifestação será virtual e é baseada em seis pilares, que estão expressos em na declaração “Marcha Pela Vida”:

  • O direito à vida é o bem mais relevante e inalienável da pessoa humana, sem distinção de qualquer natureza;
  • As medidas de prevenção e controle no enfrentamento da pandemia da COVID-19 devem ser estabelecidas com base científica e rigorosamente seguidas a partir de planejamento articulado entre os governos federal, estadual e municipal;
  • O Sistema Único de Saúde – SUS é instrumento essencial para preservar vidas, garantindo, com equidade, acesso universal e integral à saúde;
  • A solidariedade, em especial para com os grupos mais vulneráveis da população, é um princípio primordial para uma sociedade mais justa, sustentável e fraterna;
  • É imprescindível para a vida no Planeta a preservação do meio ambiente e da biodiversidade, garantindo a todos uma vida ecologicamente equilibrada e sustentável;
  • A democracia e o respeito à Constituição são fundamentais para assegurar os direitos individuais e sociais, bem como para proporcionar condições dignas de vida para todas e todos os brasileiros.

    O dia 9 de junho, ou Dia “V”, contará com atividades locais e regionais de instituições e organizações de todos os setores na parte da manhã, e debates virtuais de âmbito nacional, na parte da tarde, com a participação de cientistas, personalidades, gestores públicos e artistas.

    Confira a programação geral no site oficial da manifestação e nas redes sociais da SBPC (@SBPCnet).

Veja como participar da Marcha Virtual pela Vida no dia 9 de junho!

Por Jornal da Ciência