Marco de Estrada

  –  Poemas de Ho Chi Minh  –

 

“O palácio de toda e qualquer história
se constrói sobre o povo inteiro.”

Marco de estrada
Nem muito alto,
nem muito largo,
nem imperador,
nem rei.
Você é só um marco de estrada,
que se ergue junto à rodovia.
As pessoas passam
Você indica a direção certa,
e impede que elas se percam.
Você informa a distância
que se precisa ainda percorrer.
Sua tarefa não é pequena
e toda gente lembrará sempre de você.

 

(uma segunda tradução)
Nada de grande, extraordinário,
De imperial ou principesco:
Nada mais que simples bloco de pedra
à beira da estrada.
As pessoas te buscam
para não se perderem.
Indicas o caminho a cada um
e o tamanho do trajeto.
Isto não é nada, pequena pedra!
Mas ninguém poderá esquecer-te.
_________________________________

 

I – Ouvindo o cantar do galo
Você é só um velho galo comum,
Mas toda madrugada você canta saudando a aurora.
Có-có-ri-có ! Você tira a gente do sono.
Sua tarefa de cada dia tem a sua importância.
II – Noite de Outono
Junto ao portão, está postado o guarda com seu rifle.
No alto, nuvens desordenadas escondem a lua.
Os percevejos fazem manobras nas camas,
enquanto os mosquitos formam esquadrilhas, atacando como caças.
Meu coração viaja mil li para longe, no rumo de minha terra natal.
Meu sonho é um emaranhado de tristezas, um nó de fios misturados.
Inocente, completo agora um ano inteiro na prisão.
Usando minhas lágrimas como tinta, transformo meus pensamentos em versos.
_________________________________
Cantar a natureza era o prazer dos antigos
Flores e neve, luz e vento, montanha e rios.
É preciso armar de aço os versos de nosso tempo
E o poeta também deve saber combater.
_________________________________


Reprodução de manuscrito de poemas de Ho Chi Minh produzido no cárcere.
________________________

A Lua
Que fazer ante o encanto da noite e a beleza do
[tempo?
Através das grades o homem contempla a lua.
A lua contempla a lua através das grades.
____________________________________
Una broma
El Estado me alimenta con arroz,
habito sus palacios,
sus guardianes se turnan para servirme de escolta.
Contemplo sus montañas y sus ríos cuando quiero:
con tantos privilegios, un hombre
es realmente un hombre.
___________________________________
Una delegación inglesa en China
Los americanos se han ido; ahora
llegan los ingleses.
Se le da la bienvenida a la delegación
por todas partes.
Yo también soy un delegado
en una visita amistosa a China.
Sólo que la bienvenida que a mi me dan,
es otra.

(Observação: poemas escritos no cárcere.)
____________________________________
Ho Chi Minh, poeta e revolucionário vietnamita. Lutou pela autodeterminação de seu povo, contra o colonialismo francês e a intervenção dos Estados Unidos e aliados no Vietnã. Nasceu em maio de 1890 e morreu em setembro de 1969.

Arquivos

Categorias

Meta