Me proponho, poema de Gustavo Diaz

Um poema de Gustavo Diaz

Ser Pensante (Ilustração livre)

.
Me proponho
a
buscar formas
para
poder entender,

tento
de
todas as maneiras
conseguir
descrever.

O
que me aflige
a
alma e padece a pele,
o
que atinge o alvo,
a
vida é um teste.

conteste,
reflita
combata
essa peste
e
a meta ambiciosa
que
só te desfavorece.

inúmeros
sonhos
de
mundo,

inúmeros
sonhos
imundos,

cada
cabeça uma sentença,
cada
cabeça seu próprio mundo.

ser
humano cansado
pelo
o que se propõe,
ser
humano virou fardo
daquilo
a que
se dispõe.

Gustavo Diaz ERA estudante do ensino médio em Foz do Iguaçu, Pr, À ÉPOCA DA PUBLICAÇÃO, Texto publicado na revista Escrita nº 27.

Arquivos

Categorias

Meta