Músicos que tocam para pacientes com covid atendem 3.800 pessoas

Projeto já recebeu pedidos de doentes, seus parentes e profissionais de saúde vindos de três continentes

Até a próxima segunda-feira, dia 14, ao meio-dia, pacientes com covid-19, seus parentes e profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia podem participar do projeto Música para Respirar 24/7, promovido pela Sociedad Boliviana de Música de Câmara, que tem entre seus integrantes o trompetista Bruno Luiz Lourensetto, formado pela USP.

De acordo com essa iniciativa, os pacientes com a doença, seus parentes e profissionais de saúde podem solicitar música através da página da Sociedad Boliviana de Música de Câmara no Facebook ou no Instagram, a qualquer hora do dia ou da noite, inclusive de madrugada. Os músicos participantes do projeto retornam a chamada e apresentam um miniconcerto individual gratuito, que pode variar de 5 a 30 minutos.

O trompetista Bruno Luiz Lourensetto (Foto: Facebook)

No dia 14 termina a atual edição do Música para Respirar 24/7, que teve início em agosto e foi realizado ao longo de uma semana de cada mês. Nesse período, os músicos do projeto fizeram, até agora, nada menos que 1.672 concertos para mais de 3.800 pessoas, que escutaram 40 mil minutos de música. Os pedidos vieram de mais de 25 países de três continentes – América, Europa e Ásia -, entre eles Índia, Camboja, Filipinas, Israel, Noruega, Alemanha, França e Estados Unidos.

Nesta edição do projeto, houve a participação também de músicos do Theatro Municipal de São Paulo, da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), da Filarmônica Bachiana, da Portland Baroque, da Opera Guatemala e das Orquestras Filarmônicas de Bogotá, na Colômbia, de Santiago, no Chile, de Montevidéu, no Uruguai, e da Bolívia, entre outros conjuntos. “Também tivemos instrumentistas folclóricos andinos, musicoterapeutas, cantores, cantoras e solistas”, informa Bruno Lourensetto.

Jornal da USP

Arquivos

Categorias

Meta