Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Na batalha

Itaipu busca parcerias para atuar na prevenção e combate à dengue na fronteira

É este bichinho, o mosquito Aedes aegypti, que precisa ser combatido, com limpeza dos locais onde se reproduz. (Foto: (Foto: Free Stock Photos)

A usina de Itaipu está buscando parcerias com a Prefeitura de Foz do Iguaçu e com a iniciativa privada para montar uma força-tarefa, com apoio da Fundação Itaiguapy e o Centro de Medicina Tropical, para trabalhar na prevenção e combate à dengue na região de fronteira. O Paraguai enfrenta a pior epidemia da década. Só nos sete últimos dias, foram confirmados 1.597 casos da doença, aumentando para 2.653 o total. Quatro pessoas morreram e há 22 mortes sendo investigadas no país vizinho.

Em Foz do Iguaçu, apesar do trabalho intenso de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, no atual período epidemiológico (agosto/2019 até julho/2020) já foram notificados 3.306 casos de dengue e 194 foram confirmados. Não há registro de morte. Dos casos confirmados, 23 (12%) receberam a classificação como dengue com sinais de alarme, três (2%) como dengue grave e 168 (87%) receberam a classificação como dengue, segundo dados emitidos no dia 21 de janeiro de 2020 pela Divisão de Vigilância Epidemiológica/Sinan Online.

“Em Foz, a situação está mais controlada, mas como mosquito não tem fronteira, todo cuidado é necessário”, diz o coronel Aureo Ferreira, assessor especial do general Joaquim Silva e Luna, diretor-geral brasileiro de Itaipu. Além de manter reuniões com os órgãos responsáveis, a usina pediu apoio da União Dinâmica de Faculdade Cataratas (UDC). O centro educacional imediatamente iniciou uma campanha, com a impressão de 15 mil cartazes para conscientização dos alunos da instituição.

No Paraná

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o Paraná tem sete casos confirmados de mortes por dengue, segundo o último boletim epidemiológico, divulgado na semana passada. Os casos confirmados da doença subiram de 7.618 para 10.882, um aumento de 42,82% em relação à semana anterior. São 198 municípios com casos confirmados para a doença. Desses, 34 municípios estão em epidemia, 10 a mais que a relação divulgada na semana anterior.

No Paraguai

O Paraguai registra 8 mil notificações da doença por semana, com mais de dois mil casos confirmados até agora, com quatro mortes também confirmadas e outras 22 sob investigação.

A epidemia de dengue está concentrada principalmente na região de Assunção e no Departamento Central, mas começam a subir as notificações provenientes também de outros departamentos, como o de San Pedro.

Na região de fronteira do Paraguai, o número de casos não é preocupante justamente porque, ao longo do ano passado, a Itaipu Binacional da margem paraguaia e parceiros desenvolveram uma intensa campanha para erradicar os focos do mosquito da dengue.

_________________________
Fonte: Assessoria

Arquivos

Categorias

Meta