Energia na Usina

  –  Itaipu vai receber etapa inédita do circuito de triatlo Challenge Family. Etapa será a única no mundo disputada à noite. Inscrições serão abertas no dia 1º de março, com provas nos dias 8 e 9 de setembro.   –

 
A usina hidrelétrica de Itaipu, na fronteira do Brasil com o Paraguai, vai receber nos dias 8 e 9 de setembro a primeira etapa binacional do circuito de triatlo Challenge Family e a primeira do mundo com a largada à tarde e encerramento à noite.
Batizada de Itaipu Challenge Sunset, a etapa terá cinco provas, com expectativa de reunir 1,3 mil atletas com idades de 7 a 60 anos ou mais.
A principal prova será a Challenge Half Distance, no dia 9 (sábado), com percurso de 1,9 quilômetro de natação (no Lago Itaipu), 90 quilômetros de bicicleta e 21,1 quilômetros de corrida.
Também no sábado, com largada às 17h, será disputada a Challenge Sprint Distance, com percurso menor que a prova principal – 750 metros de natação, 20 quilômetros de bicicleta e 5 quilômetros de corrida.
As outras provas serão na sexta-feira: Challenge Junior, com largada às 16h, para crianças de 7 a 15 anos; Challenge Women, com largada às 17h30, apenas para mulheres e percurso de 5 quilômetros de caminhada ou corrida; e Challenge For All, com percurso de 10 quilômetros somente de corrida.
As inscrições serão abertas no dia 1º de março e poderão ser feitas pela internet (no site www.blueticket.com.br ), com valores que começam em R$ 80 (Women) e vão até R$ 850 (Half Distance).
Responsável pela organização do circuito na América Latina, Carlos Fernando Menezes explicou que a Challenge Family tem origem na Alemanha, em 2003, e hoje é realizada em 26 países de todos os continentes. Já é considerado o maior evento internacional de triatlo do calendário atual. No Brasil, o circuito chegou em 2014, com uma etapa inaugural em Florianópolis.
Desde então, também foram realizadas provas em Maceió e Manaus. Neste ano, além de Foz, estão previstas etapas em Brasília (Challenge Cerrado, 23 de abril), Maceió (20 de agosto) e, fechando o circuito, Florianópolis (3 de dezembro).
Menezes ressaltou que o foco do evento é a família, contemplando todas as idades, várias categorias e diferentes graus de dificuldade. Segundo ele, a expectativa com a etapa de Itaipu é grande e deve chamar a atenção de todo o circuito.
“Vamos lançar aqui uma prova no sistema sunset (pôr-do-sol, em inglês), que é inédita no mundo. Porque dificilmente você encontrará em outro lugar, à noite, as mesmas condições que temos em Itaipu – como segurança na pista, iluminação e visibilidade”, comentou.
O superintendente de Comunicação Social de Itaipu, Gilmar Piolla, disse que a prova “é uma parceria que estamos firmando para manter viva essa prova binacional de triatlo, que é única no mundo compartilhada entre dois países”. “O Challenge vem com uma proposta que se adapta melhor às características de Itaipu e ainda temos a possibilidade de trazer para cá o Mundial de 2018”, completou.
Menesez adiantou que serão distribuídos US$ 25 mil em premiação para os cinco primeiros colocados na prova Challenge Half Distance, no masculino e no feminino. Os seis primeiros colocados de cada categoria na prova principal também garantirão uma vaga para a etapa mundial do circuito, em 2018.
Neste ano, a etapa mundial vai ocorrer no dia 3 de junho, na Eslováquia, com distribuição de € 150 mil em prêmios. Menezes disse que vai defender a vinda da etapa mundial de 2018 para Itaipu. “As condições são excelentes: nós estamos em uma região de tríplice fronteira, com turismo muito forte”, listou.
A Itaipu  –  Com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,4 bilhões de MWh. Em 2016, a usina retomou a liderança mundial em geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh gerados. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de cerca de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 75 % do Paraguai. Desde 2003, Itaipu tem como missão empresarial “gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai”. A empresa tem ainda como visão de futuro chegar a 2020 como “a geradora de energia limpa e renovável com o melhor desempenho operativo e as melhores práticas de sustentabilidade do mundo, impulsionando o desenvolvimento sustentável e a integração regional”.

(Assessoria)

Arquivos

Categorias

Meta