Na tela, na vida

Cinelatino exibe nesta terça o filme ‘Meu nome é Daniel’. Documentário autorreferencial de Daniel Gonçalves retrata a sua vida como deficiente físico.

Sessão acontece no CineCataratas, com entrada a R$ 5 (Foto: Divulgação/Cinelatino)

O Cineclube Cinelatino traz em sessão única no Cine Cataratas, na terça-feira 19 de novembro, às 19 horas, com entrada a R$ 5, o primeiro longa-metragem do diretor Daniel Gonçalves, no qual indaga seu passado familiar para tentar compreender a razão da sua deficiência que, até hoje, nenhum médico conseguiu diagnosticar.

O longa já passou em mais de 12 festivais nacionais e internacionais. No Festival Internacional de Cine de Cartagena de Índias 2019, obteve o prêmio “Documental Calificado a los Premios Oscar de la Academia”, qualificando-o a concorrer ao Oscar de filme documentário 2020. Daniel expõe sem nenhum receio seus pensamentos mais profundos, seus medos, angústias e alegrias, faz uma colagem de sequências intimas tanto da sua vida atual, quanto da sua infância e adolescência.

É um filme que vai além do vitimismo, em palavras do Daniel: “Apesar de eu saber que ele inspira as pessoas, nós tentamos tirar dele tudo que poderia causar uma emoção automática e barata, quase não há música, a minha narração é mais descritiva do que emotiva e a gente evitou ao máximo o clichê do coitadinho ou do cara ‘super foda’”.

Após a sessão, acontecerá um debate com a presença de Patrícia Queiroz (TAE – ILAACH – Unila) e Tahiana Coelho (TAE – Divisão de apoio à Acessibilidade e Inclusão da Pessoa com Deficiência, DAAIPcD – Unila). A exibição é fruto da parceria entre Cineclube Cinelatino, Olhar Distribuição, CineCataratas e Pró-Reitoria de Extensão | PROEX – Unila.

Garanta seu lugar comprando o ingresso no site do Cine Cataratas: cinecataratas.com.br.

_______________________
Assessoria

Arquivos

Categorias

Meta