Nem só de Poesia Vive o Poeta

  –  Um Poema de Solano Trindade
Uma xilogravura de Trindade Leal –  

xilogravurasstrindade

Nem só de poesia vive o poeta
há o “fim do mês”
o agasalho
a farmácia
a pinga
o tempo ruim, com chuva
alguém nos olhando
policialescamente
De vez em quando
um pouco de poesia
uma conta atrasada
um cobrador exigente
um trabalho mal pago
uma fome
um discurso à moda Ruy
E às vezes uma mulher fazendo carinho
Hoje a lua não é mais dos poetas
Hoje a lua é dos astronautas.


Solano Trindade,  poeta brasileiro, folclorista, pintor,
ator, teatrólogo e cineasta brasileiro (1908-1974).
Poema inédito até 2008, quando foi revelado pela filha do autor, Raquel Trindade.
Trindade Leal, ilustrador e pintor brasileiro (1927-2013)  

Arquivos

Categorias

Meta