Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Nesta quinta (15), fronteira e reforma agrária são temas de doutorado na Unioeste


“Dos Severinos no Oeste do Paraná: o tempo ativo na espera (d) “essas coisas, assim de acampamento”, este é o título da tese que será defendida na tarde de quinta-feira, 15, às 15h30, na Unioeste, via online.

A luta pela terra e o existir no direito de cultivá-la são assuntos que estarão em pauta na defesa da Tese de doutorado de Maria Cristina Lobregat, nesta quinta (15), às 15h30, excepcionalmente online, pelo link de acesso: https://meet.google.com/tfq-uquq-zbj.

Cristina Lobregat é aluna do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Sociedade, Cultura e Fronteiras da Unioeste, Campus Foz do Iguaçu-PR e tem como orientadora a professora doutora Regina Coeli Machado e Silva, da Unioeste. A banca examinadora é formada por Gerson Rodrigues de Albuquerque (Professor Doutor da UFAC) e Marcia Anita Sprandel (Professora Doutora da Unicamp), como membros externos. Da Unioeste, participam os professores doutores Samuel Klauck e Valdir Gregory.

 

Orientações importantes de acordo com as normas do PPG Sociedade, Cultura e Fronteiras para os convidados:

1.Programe-se para acessar com pelo menos 10 minutos de antecedência, evitando fazê-lo com a defesa já em andamento;
2.Antes de acessar a sala virtual, certifique-se de que sua câmera e seu microfone estão desativados, pois, não é recomendado haver interação entre os convidados;
3. Evitem também comentários no chat durante a defesa.
4. Apenas os membros da banca e a apresentadora da tese poderão estar com os microfones e vídeos ativados.

Guatá

Arquivos

Categorias

Meta