No foco

  –  Estudante da UNILA vence concurso internacional de cinema  –

Alice Nicolau está no último semestre do curso de Cinema e Audiovisual. Em maio ela defende seu trabalho de conclusão de curso. ( Foto: Divulgação)

O curta-metragem Clube Stalker, dirigido por Alice Nicolau, aluna do curso de Cinema e Audiovisual da UNILA, foi um dos vencedores da etapa latino-americana do concurso Directv Cinema+. Ela disputou com outros oito concorrentes e divide o prêmio com curtas do Peru e Uruguai.
“Ainda não sei como agir. Desde os meus 12, 13 anos, eu sonho em fazer cinema, em estudar em Los Angeles”, disse na manhã desta quinta-feira (23), em São Paulo, onde havia recém-desembarcado.
Ela recebeu a notícia durante a viagem de ônibus entre Foz do Iguaçu e a capital paulista, onde reside a família e onde ela vai participar de um festival de cinema universitário. “Estava sozinha, mas senti a energia de todos que me mandavam mensagens”, contou.
Como premiação, ela vai receber uma bolsa de estudos para o curso de cinema da USC School of Cinematic Arts, em Los Angeles (EUA). Ela viaja em junho para os Estados Unidos, onde faz um curso de verão, com duração de 40 dias.
O filme foi escolhido por votação popular e avaliado em relação à originalidade do conteúdo e à qualidade cinematográfica, da direção e da produção. O curta, que havia vencido a etapa nacional, deu à UNILA um prêmio de R$ 16.125, destinado à compra de equipamentos para o curso de Cinema e Audiovisual.
É a primeira vez que o Brasil disputa o prêmio e venceu com uma mulher, lembra Alice. “A inserção do Brasil nos concursos latino-americanos, nos quais apenas disputavam hispanohablantes, leva a uma maior diversidade”, comenta. “E é uma vitória também da Universidade, de Foz do Iguaçu e de Alagoas”, diz, referindo-se ao Estado onde nasceu.
Cena de “Clube Stalker”

“Clube Stalker” nasceu da necessidade de falar sobre violência de gênero, desumanização das relações, saúde mental, trauma, depressão e suicídio. “Clube Stalker é o início da minha carreira profissional, da necessidade de tratar temas carregados de símbolos, mostra a minha essência e meu objetivo como cineasta”, salienta.
O filme teve início na disciplina Roteiro II, ministrada pelo professor Pablo Gonçalo. O roteiro inicial ali produzido passou por diversos tratamentos, e o curta foi realizado em formato de “maratona” – foram sete dias para pré-produção, gravação e pós-produção. A equipe do filme é toda formada por estudantes da UNILA, dos cursos d e Cinema e Audiovisual; Letras, Artes e Mediação Cultural; Relações Internacionais e Integração; Geografia; e Desenvolvimento Rural e Segurança Alimentar. O curta já foi exibido em Foz do Iguaçu (Centro e Vila C Nova) e na Universidad Nacional de Misiones (UNaM), em Oberá (Argentina).
Clique e assista “Clube Stalker”
_____________
Assessoria

Arquivos

Categorias

Meta