"Novas Cores, caminhos novos"

 – O iguaçuense Monanc expõe coletânea inédita , depois parte para turnê internacional  – 

Monanc, na lente de Alexandre Marchetti (acervo Itaipu)
Monanc, na lente de Alexandre Marchetti (acervo Itaipu)

Moradores e turistas de Foz do Iguaçu poderão conferir com exclusividade nesta quarta-feira (30), a partir das 19h, no restaurante Taj, a mostra “Novas Cores”, do artista plástico iguaçuense Adriano Monanc. Depois a exposição segue para o exterior.
A turnê estreia na galeria Golan Rouzkhosh, em Paris, na França, onde pela primeira vez um brasileiro terá a oportunidade de mostrar seu talento. O artista tem o patrocínio da Itaipu Binacional e apoio de outros parceiros.
Com traços impressionistas cheio de cores fortes, a coletânea de 26 obras é um convite a tomar uma atitude de respeito em relação à natureza. Em Paris, a mostra está marcada para o período entre 4 e 17 de fevereiro. Na sequência, a exposição passa por Bruxelas, na Bélgica; Principado de Mônaco; Dubai, nos Emirados Árabes; e Nova York, nos Estados Unidos.
Pintor de arte moderna, a coletânea de Monanc é inspirada na fauna e flora local, universo em abundância em Foz do Iguaçu, um dos principais destinos turísticos do Brasil.
A oportunidade de expor na França surgiu na Copa do Mundo no Brasil, em 2014. Dois estrangeiros, que estavam à procura de novos talentos no País, ficaram sabendo do trabalho midiático de Monanc. Durante um sobrevoo no Parque Nacional, Monanc pintou um quadro das Cataratas para a campanha que elegeu o atrativo uma das novas maravilhosas da natureza. Eles pesquisaram a obra do artista e, depois de um ano de contatos, fizeram o convite.
TÉCNICA DIFERENCIADA – Autodidata, Monanc pegou gosto pelas artes plásticas ainda criança, mas pinta profissionalmente há aproximadamente seis anos. Suas obras estão registradas e catalogadas em Toscana, na Itália. Monanc conta que sua criação tem como grande diferencial a forma de pintar, geralmente numa temperatura acima de 1.500 graus com o uso de maçarico. Em sua pintura, ele utiliza um laboratório gigantesco de matérias-primas, seja para fazer uma simples aquarela, um quadro a óleo ou uma têmpera.
Monanc pintando enquanto sobrevoava as Cataratas em um helicóptero, durante a campanha para identificar o ponto turístico como uma das "Sete Maravilhas da Natureza", em 2011.
Monanc pinta num sobrevoo às Cataratas do Iguaçu, durante a campanha para identificar o ponto turístico como uma das “Sete Maravilhas da Natureza”, em 2011.

TRAJETÓRIA – Conheça as principais mostras e iniciativas do pintor:
2014 – Museum of Musical Arts Temática (Maior coleção da América Latina), em São Paulo.
2012 – Exposição Permanente,  no Taj, em Foz do Iguaçu
2011 – Desempenho-arte: o artista fez uma performance  no ar. Num sobrevoo de helicóptero sobre as Cataratas do Iguaçu, pintou um quadro para marcar a campanha que elegeu Foz do Iguaçu uma das sete novas maravilhas da natureza
2011 – Mural sobre a fauna e a flora de Foz do Iguaçu, no Brasil.
2009 – Exposição “Anyma” Inside Art Gallery, Città della Pieve, na Itália.
2007 – Reconhecimento artístico da “Accademia dei Dioscuri”, em Roma, na Itália, como melhor pintor estrangeiro.
2007 – Abriu a mostra “Primavera”, em Roma, com o mural intitulado “Luz do meu Brasil”.
1999 –  Fez um mural dedicado ao futebol da Seleção Brasileira na Copa América, no Paraguai.
1997 – Inauguração Monanc coletiva e alunos do Conservatório de Mozart Don Petro Palace Hotel, Brasil.
1997 – Evento dedicado à leitura das obras de Frida Kahlo, em todas as principais cidades do Brasil e do México. Brasil e México.


Com assessorias de Itaipu e do artista