O caminho, em sépia

Foz do Iguaçu, foto antiga simboliza os primeiros passos do município criado em 1914

Retrato de Foz, com a idade das cores da terra, do sol, da água, dos primórdios do século XX.
A fotografia atribuída a Harry Schinke, feita em 1936,
registra a então subida / descida do Botafogo (hoje, avenida Brasil)
bem no coração da cidade que engatinhava.
No recorte amarelado, lembranças e esquecimentos de uma história que começou bem antes,
ainda com outras línguas e outro jeito do viver.
Mas que, afinal, em todo 10 de junho tem pinçada de seu caleidoscópio,
a celebrada constituição como Município em 1914.
(Associação Guatá)

Apresentamos alguns dos textos literários relacionados
com a memória iguaçuense já publicados na Guatá:

Observação: a escolha é aleatória e outros textos tão interessantes quanto estes estão no interior do site à disposição.

Um poema de Vicente Ávalos, sobre a história de Foz do Iguaçu

Viagem pelas Fronteiras da Memória, conto de Fábio Campana

Um rio, memória e ritual, prosa poética de Silvio Campana

O berço. O início da Coluna Prestes. Conto de Aluízio Palmar

O último eclipse do sol. Crônica de Montezuma Cruz

As pedras na vida de Bento, crônica de Alexandre Palmar

Anoitecer nas Cataratas…, prosa poética de Áurea Cunha

Para/na foz, poema de Maísa Melara

Arquivos

Categorias

Meta